Com goleiro que venceu câncer na juventude, Avaí visita Hospital Infantil em Florianópolis

Destaque na campanha do Leão no Brasileirão, Douglas foi diagnosticado com câncer de testículo aos 17 anos e levou um pouco de sua experiência e carinho às crianças

Invicto no returno do Brasileirão e fora da zona de rebaixamento, não é só dentro de campo que o Avaí vem fazendo bonito. Fora das quatro linhas, o Leão da Ilha também tem dado uma lição de solidariedade. Pelo 14º ano consecutivo, a delegação azurra visitou o Hospital Infantil Joana de Gusmão na tarde desta quarta-feira (20), em Florianópolis, distribuiu brindes do clube e também levou palavras de carinho e conforto às crianças.

Goleiro Douglas, que venceu um câncer aos 17 anos, passa um pouco de sua experiência às crianças - Leandro Boeira/Avaí/Divulgação
Goleiro Douglas, que venceu um câncer aos 17 anos, passa um pouco de sua experiência às crianças – Leandro Boeira/Avaí/Divulgação

A visita foi ainda mais especial para o goleiro Douglas, que venceu um câncer no testículo quando tinha 17 anos. “É especial para mim. Eu que ainda adolescente passei por um momento de tratamento igual ao que estas famílias estão passando. Tenho essa oportunidade de passar para eles a minha experiência e dizer que eles também podem vencer. Que é um momento curto comparado à longa vida que todos terão pela frente. Vejo até como responsabilidade e como propósito na minha carreira, momentos que o futebol nos proporciona para trazer esperança, alegria e motivação para essas crianças e familiares”, afirmou o arqueiro em sua primeira visita ao Hospital Infantil com o elenco avaiano.

O meia Marquinhos já perdeu as contas de quantas vezes visitou o Hospital Infantil ao longo de sua carreira no Avaí. “É um dia diferente e especial. Para mim, é normal porque tenho o privilégio de vir aqui com o Avaí há vários anos. Para alguns jogadores é a primeira vez e tentamos deixá-los descontraídos porque tem algumas imagens realmente fortes. Nossos problemas não se comparam nem a um terço do que eles passam aqui. O problema deles é a luta pela própria vida. Mostra que tudo o que enfrentamos, os obstáculos da nossa profissão, é muito pequeno, muito simples. Cabe a nós sairmos daqui fortalecidos e acho que as crianças também terão mais força e ficarão mais alegres com esse dia especial”, afirmou.

O auxiliar técnico Evando, que também já visitou o Hospital Infantil em outras oportunidades, desde a época em que ainda jogava, se emocionou. “Na verdade, sentimos muito pelas crianças, é o lugar de trazer aquele apoio e ao mesmo tempo é onde Deus trabalha nos nossos corações para que possamos valorizar as pequenas coisas da vida”, ressaltou.

Após a visita, o Avaí deu continuidade à preparação para encarar o Flamengo e treinou à tarde no CFA da Ressacada. Desfalque no empate em 1 a 1 com o Atlético-MG, o meia Juan participou normalmente das atividades. O zagueiro Alemão foi poupado do trabalho com bola, mas não preocupa para o duelo. As duas equipes se enfrentam neste sábado, às 19h, na Ilha do Urubu. O Leão da Ilha ocupa a 13ª posição com 29 pontos, a dois do São Paulo, primeiro time do grupo da degola. O Rubro-Negro é o quinto colocado com 38.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Avaí

Loading...