Conheça os adversários de Figueirense e Avaí na estreia da Copa do Brasil

Plácido de Castro e Naviraiense, times de pouca expressão, que podem incomodar a dupla da Capital

Poucos torcedores do Figueirense já ouviram falar do Plácido de Castro, time do Acre contra o qual o Furacão estreia na Copa do Brasil nesta quarta-feira. O sul-mato-grossense Naviraiense, adversário do Avaí na estreia da competição no mesmo dia, também é pouco conhecido da torcida e só é lembrado pela goleada de 10 a 0 sofrida para o Santos de Neymar e companhia, em 2010.

Equipes de pouca (ou quase nenhuma) expressão no cenário nacional, mas que podem aprontar para a dupla da Capital na estreia. O Plácido de Castro é o atual campeão acreano, enquanto o Naviraiense avançou até a segunda fase da Copa do Brasil, no ano passado, e acabou eliminado no tapetão após uma decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Goleada de 10 a 0 e eliminação no tapetão, os feitos do Naviraiense na Copa do Brasil

Lembrado principalmente pela derrota de 10 a 0 sofrida para o Santos no segundo jogo da primeira fase da Copa do Brasil de 2010, na Vila Belmiro, o Naviraiense vem disposto a incomodar o Avaí. Esta é a terceira participação consecutiva do time de Naviraí, no Mato Grosso do Sul, na competição nacional.

Depois de cair novamente na primeira fase, desta vez para o Santo André, em 2011, o Jacaré do Conesul fez uma boa campanha no ano passado e acabou eliminado no tapetão. Na primeira fase, despachou a Portuguesa de Desportos com dois empates (classificou-se pelo gol marcado fora). Na fase seguinte, perdeu para o Paysandu por 1 a 0, no primeiro jogo em casa, e venceu por 2 a 0, em Belém, resultado que lhe daria a classificação. Mas a escalação de dois jogadores irregulares lhe custou a vaga, que ficou com o Papão, após decisão Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

O time acabou de ser eliminado no campeonato estadual para o Cene, no domingo. Com uma folha salarial próxima de R$ 100 mil, trocou de treinador e dispensou oito atletas para a contenção de despesas, uma vez que só disputa a Copa do Brasil no segundo semestre. O técnico Paulo Rezende, que comandou o Naviraiense na Copa do Brasil do ano passado, terá a missão de repetir a boa campanha da equipe sul-mato-grossense.

Um dos torcedores mais ilustres do Jacaré, o prefeito Léo Matos, espera uma grande festa em Naviraí amanhã e que o time, pelo menos, leve o confronto para o segundo jogo. “A expectativa é grande. Fizemos uma boa campanha no ano passado, fomos eliminados no tapetão. O Avaí é uma grade equipe, o time do Guga. Espero que a gente consiga pelo menos levar para a segunda partida, em Florianópolis. Se acontecer, vou viajar para Floripa de ônibus, junto com a torcida”, contou o prefeito, que já foi presidente da torcida organizada do clube.

Ficha

Nome: Clube Atlético Naviraiense

Fundação: 25 de novembro de 2005

Cores: branco, verde e laranja

Mascote: Jacaré
Título: Campeão sul-mato-grossense, em 2009, e campeão sul-mato-grossense da Série B, em 2007.

Tigre do Abunã

O principal adversário do Figueirense no Acre não será o Plácido de Castro, mas os mais de 3.900 quilômetros percorridos até chegar ao local da partida – Rio Branco. Até 2008, o Plácido de Castro, fundado em 1979, jogava campeonatos de várzea. A profissionalização do futebol da equipe da cidade batizada com o nome do líder da Revolucão Acreana, amparada pelo patrocínio do Banco BMG, levou seis anos para dar resultado. O título do Estadual conquistado em 2013 garantiu a vaga inédita na Copa do Brasil.

O Tigre do Abunã (rio que corta o Brasil e a Bolívia), apelido do Plácido de Castro, já disputou duas edições da Série D (2011 e 2013). Além do troféu do Acreano, o clube terminou a competição nacional em oitavo lugar. O Estadual começou no dia 16 de março. Até o momento, a equipe fez três partidas, com duas vitórias e uma derrota e está em terceiro lugar, com um jogo a menos do que os dois primeiros, Atlético e Rio Branco, que têm nove pontos. O Plácido de Castro, no entanto, vem de duas goleadas e tem o melhor ataque dessa primeira fase, com dez gols.

Na última rodada, a vítima foi o Náuas, que foi derrotado por 4 a 0. O meia Douglas, camisa 10 do Tigre do Abunã, disse que a recuperação no Acreano serve como um estímulo para a partida contra o Figueirense. O Plácido de Castro encara esse jogo como o mais importante da sua curta história. “Sabemos da importância que esse jogo da Copa do Brasil tem para o clube e para os jogadores. Vamos fazer o possível para realizar uma boa apresentação e garantir o jogo de volta para buscarmos essa classificação”, afirmou o atleta.

Nome: Plácido de Castro Futebol Club

Fundação: 3 de novembro de 1979 (34 anos)

Cores: Azul, vermelho, branco e amarelo

Mascote: Tigre

Títulos: Campeonato Acreano de 2013

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Avaí

Loading...