Em jogo de poucas emoções, Avaí se despede com empate na Série A

Com muitos garotos, o Leão pouco ameaçou o gol do Athletico Paranaense; diretoria começa a pensar na temporada 2020

O Avaí encerrou sua participação na Série A com um empate em casa diante do Athletico Paranaense. Com o resultado o Leão chegou aos 20 pontos e se despediu da elite do futebol na lanterna da competição.

O jogo foi de pouca inspiração e raras chances de gol para os pouco mais de dois mil torcedores presentes no estádio da Ressacada.

Avaí e Athletico fizeram jogo de poucas emoções na Ressacada – Foto: Athletico/Reprodução/Twitter

Primeiro tempo

A primeira etapa refletiu a pouca efetividade do ataque do Avaí durante toda a Série A em 2019. A equipe, com muitos garotos, pouco criou nos 45 minutos iniciais, foram apenas duas finalizações, nenhuma no gol.

O técnico Evando mandou o Avaí a campo Pedro Castro e Wesley fazendo a proteção a zaga, Richard Franco e Luan Pereira abertos e João Paulo por dentro encostando no centroavante Jonathan.

Com uma equipe muito modificada o Athletico começou esperando o Leão, e tentando os contra-ataques, e acabou chegando mais perto do gol. A primeira foi aos quatro minutos, Wesley bobeou na saída de bola e deu presente para Vitinho, que finalizou, e Lucas Frigéri acabou salvando.

O primeiro tempo acabou com o time paranaense com mais posse de bola, mas sem grandes emoções para os poucos torcedores presentes na Ressacada.

Segunda etapa

O time paranaense teve as melhores chances da segunda etapa. O jovem atacante Vitinho foi o jogador mais perigoso do Furacão, obrigando o goleiro Lucas Frigéri – o melhor em campo – a fazer pelo menos três boas defesas.

O Avaí, com pouquíssima criatividade, pouco exigiu o goleiro Leo. Foram sete finalizações no jogo, apenas três no gol.

O Leão encerra a participação na Série A com um recorde negativo: foi a equipe com o menor número de vitórias em casa (apenas uma) no campeonato por pontos corridos com 20 equipes.

Em entrevista após a partida o técnico Evando Camillato afirmou que o ano 2019 serviu como lição do que não fazer em uma nova participação e montagem de elenco para a Série A. “É um ano para não esquecermos, temos que tirar como lição”, afirmou.

Ficha técnica:

Avaí 0x0 Athletico Paranaense

Avaí: Lucas Frigéri; Léo, Zé Marcos, Marquinhos Silva e Ramon; Pedro Castro (Marcinho), Richard Franco e Wesley (Gabriel Lima); Luan Pereira, João Paulo (Vinícius Araújo) e Jonathan. Técnico: Evando Camillato.

Athletico: Leo; Khellven, Thiago Heleno, Pedro Henrique e Abner Vinícius (Abner Felipe); Camacho, Erick e Tomás Andrade (Bruno Nazário); Vitinho, Braian Romero e Pedrinho (Matheus Rosseto). Técnico: Eduardo Barros.

Local e data: Estádio da Ressacada, em Florianópolis, 8/12/19

Cartões Amarelos: Marquinhos Silva e Marcinho (Avaí); Vitinho (Athletico)

Arbitragem: Dyorgines José Padovani de Andrade auxiliado por Fabiano da Silva Ramires e Katiuscia M Berger Mendonça – todos são do Espírito Santos. Igor Junio Benevenuto de Oliveira, de Minas Gerais, comandou o árbitro de vídeo.

+

Avaí