Em jogo equilibrado, Avaí empata com o Athletico-PR pela Copa do Brasil

Furacão saiu na frente do placar com gol "estranho" de Renato Kayzer, mas o Leão conseguiu o empate com Jonathan no segundo tempo

Em jogo movimentado e com muito equilíbrio, Avaí e Athletico-PR empataram por 1 a 1 na partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil, na noite desta quinta-feira (3), no estádio da Ressacada, em Florianópolis. Renato Kayzer abriu o placar para o Furacão na primeira etapa e Jonathan deixou tudo igual no segundo tempo.

Avaí e Athletico ficaram no 1 a 1 – Foto: Frederico Tadeu/Avaí F.CAvaí e Athletico ficaram no 1 a 1 – Foto: Frederico Tadeu/Avaí F.C

A partida de volta acontece na próxima quarta-feira (9), na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). Um novo empate, por qualquer placar, leva a decisão para os pênaltis. Vale lembrar que não há regra de gols fora de casa na Copa do Brasil.

Primeiro tempo movimentado e com gol “estranho”

Movimentado e com boas chances de gol. Se houvesse torcedores no estádio da Ressacada, independente do placar, sairiam satisfeitos com o que foi visto no primeiro tempo.

O Avaí dominou as ações durante os trinta primeiros minutos com mais posse de bola e mais finalizações.

No entanto, em erro de Glédson, quem quase saiu na frente logo nos primeiros minutos foi o Athletico. O goleiro tentou sair jogando com os pés, porém, deu um presente para Renato Kayzer. O centroavante driblou Alemão, mas finalizou fraco, “retribuindo a gentileza”.

Vinícius Leite foi pouco acionado no primeiro tempo – Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F.CVinícius Leite foi pouco acionado no primeiro tempo – Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F.C

O Avaí respondeu aos 10’. Em roubada na saída de bola do Athletico, Lourenço arriscou de fora da grande área e deu um susto em Santos. Diego Renan também arriscou finalização de longa distância minutos depois.

Aos 23’ da primeira etapa o índice de finalizações marcava 6 a 1 para o Leão, demostrando uma equipe melhor em campo e mais presente no campo de ataque até ali.

Porém, na bola parada, em um lance um tanto quanto difícil de explicar, o Furacão conseguiu abrir o placar. Nikão cobrou falta na grande área, Glédson saiu mal, Thiago Heleno tentou finalizar de bicicleta, mas pegou mal.

A bola então sobrou para Getúlio que tentou dar um chutão, mas acabou acertando as nádegas de Renato Kayzer e a bola voltou contra o próprio gol do Leão. Alan Costa ainda tentou cortar, mas foi estranho no lance, e não conseguiu evitar o gol: Athletico 1 a 0.

A partir do gol a equipe visitante tomou as rédeas da partida e teve boa chance de ampliar já nos minutos finais do primeiro tempo. Renato Kayzer recebeu em velocidade pelo lado esquerdo, deixou Alemão no chão e serviu Nikão. O camisa 11 finalizou forte e Glédson fez grande defesa para salvar o Avaí.

Mexidas mudam o Avaí

O jogo seguiu equilibrado no início da segunda etapa. Mas quem teve a primeira boa chance foi o Athletico. Nícolas arrancou em velocidade, fez o cruzamento, Khellven apareceu completamente livre na segunda trave e finalizou para grande defesa de Glédson.

A propostas das equipes eram claras. Um Avaí com maior posse de bola, buscando criar as jogadas principalmente pelos lados de campo, e um Athletico bem postado procurando sair com muita velocidade nos contra-ataques.

O bom ritmo do primeiro tempo, no entanto, caiu e a partida acabou ficando “morna”. Incomodado com a situação, Claudinei Oliveira promoveu uma alteração tripla na equipe. Entraram Jonathan, Marcos Serrato e Valdívia nos lugares de Getúlio, Giovanni e Lourenço.

Jonathan, entre quatro marcadores, finaliza para empatar a partida – Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F.CJonathan, entre quatro marcadores, finaliza para empatar a partida – Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F.C

As mexidas tiveram impacto quase que imediato. Vinícius Leite arrancou pela ponta esquerda, deu um lindo passe para Serrato que tocou para Jonathan. Mesmo cercado por quatro marcadores, o camisa 9, em seu primeiro lance no jogo, girou e finalizou no canto do goleiro Santos para empatar a partida.

O Athletico ainda perdeu uma chance incrível antes do fim. Christian deu um belo passe para Carlos Eduardo, que entrou livre nas costas da zaga do Leão mas cabeceou para fora.

Como fica

As equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (9) na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). Um novo empate leva a decisão para os pênaltis.

FICHA TÉCNICA:

Avaí 1×1 Athletico-PR – terceira fase Copa do Brasil 2021

Avaí: Glédson; Edilson, Alemão, Alan Costa e Diego Renan; Bruno Silva, Lourenço (Valdívia) e Giovanni (Marcos Serrato); Júnior Dutra (Renato), Getúlio (Jonathan) e Vinícius Leite (João Lucas). Técnico: Claudinei Oliveira

Athletico-PR: Santos; Khellven (Marcinho), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nicolas; Richard, Christian (Léo Cittadini), Carlos Eduardo (Jadson), Nikão e Vitinho (Canesin); Renato Kayzer (Mingotti). Técnico: António Oliveira

Gols: Renato Kayzer (CAP) aos 34’ do 1º tempo e Jonathan (AVA) aos 29’ do 2º tempo

Cartões amarelos: Bruno Silva (AVA), Pedro Henrique (CAP), Nikão (CAP) e Richard (CAP)

Local: estádio da Ressacada, em Florianópolis

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Avaí