Juventude do Avaí e experiência do Figueirense são colocadas à prova em clássico

Duelo pode decidir futuro das equipes na sequência do Campeonato Catarinense

Zambi/ND 

Sem chances de título do primeiro turno, Avaí e Figueirense se enfrentam nesta quinta-feira (25), às 21h30, na Ressacada, pela sétima rodada do Catarinense, em busca de uma retomada dentro da competição. Uma vitória pode reestabelecer a confiança do time vencedor para uma possível arrancada no segundo turno. Já o derrotado deve ficar em maus lençóis e sob pressão para a sequência do campeonato.  

De um lado, os jovens jogadores do Leão buscam uma afirmação no profissional sob o comando do técnico Raul Cabral – que ainda tenta o efeito suspensivo para atuar na beira do gramado – e também têm como motivação o primeiro jogo diante da torcida em 2016, após a reforma do gramado do estádio azurra. Cinco atletas formados na base avaiana devem começar como titulares: Gabriel, Vítor Costa, Braga, Caio César e Rômulo. 

“O clássico por si só é uma competição à parte, principalmente pela questão da confiança e de sequência para as equipes, principalmente para a nossa, que é formada por jogadores jovens e ainda está em formação. Eu estreei como profissional em um clássico, onde saí vencedor, e isso alavancou minha carreira. E se aconteceu comigo, também pode acontecer com outros que vão estrear no clássico ou mesmo com aqueles já tarimbados”, avaliou o treinador avaiano.

Do outro, um Figueirense com atletas mais experientes ainda busca um entrosamento. O Furacão tem a estreia do técnico Vinícius Eutrópio, que retorna ao clube após a saída no Brasileirão de 2014, mas terá que aprender a jogar sem seu principal jogador na temporada passada: o atacante Clayton, negociado esta semana com o Atlético-MG. Os experientes Marquinhos, Rodrigo Biro e Éverton Santos são os candidatos a protagonistas do clássico pelo lado do Alvinegro.

“Temos que achar soluções dentro de campo, trabalhando. Se tenho esse grupo comigo tenho que procurar ganhar opções. Quanto mais jogadores eu conseguir resgatar melhor para mim, melhor para o clube, melhor para todo mundo. A autoestima vem com as vitórias. E para conseguir as vitórias temos que ter boas atuações”, afirmou.

Avaí

Renan; Renato, André Santos, Gabriel e Vítor Costa; Judson, Braga, Caio César e Diego Jardel; Rômulo e William. Técnico: Raul Cabral.

Figueirense

Gatito; Leandro Silva, Marquinhos, Bruno Alves e Rodrigo Biro; Dener, Jefferson, Yago e Bruno Dybal; Éverton Santos e Dudu. Técnico: Vinícius Eutrópio. 

Local: estádio da Ressacada, em Florianópolis. Data: 25/02/2016. Horário: 21h30. Arbitragem: Ronan Marques da Rosa, auxiliado por Rosnei Hoffmann Scherer e Thiago Americano Labes.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Avaí

Loading...