Decisivo, Cléber Santana pode fazer a diferença em favor do Avaí em Blumenau

Meia já é o artilheiro do Leão com cinco gols marcados

Daniel Queiroz/ND

Cléber Santana é o artilheiro do Avaí com cinco gols

Referência dentro e fora de campo, Cléber Santana é o grande maestro do Leão neste Catarinense. Dono de um toque de bola refinado, de uma visão de jogo privilegiada e de um forte poder de decisão, o camisa 10 é o grande trunfo do Leão para superar o Metropolitano e classificar-se para as semifinais do Estadual.

Artilheiro do Avaí com cinco gols e um dos candidatos à craque do Campeonato Catarinense, o meia de 30 anos é um dos principais responsáveis pela recuperação do time na competição. Além do faro de gol, Cléber Santana articula as melhores jogadas do Leão e pode fazer a diferença em Blumenau.

Experiente, o meia sabe que o duelo contra o Metropolitano será duro, mas aposta no bom trabalho durante a semana para o Avaí sair com a classificação. “Será um jogo difícil. Não conseguimos ganhar deles aqui e sabemos que vamos ter dificuldade lá. Cabe a nós fazer uma semana boa, tranquila, positiva, para que possamos chegar lá com força e conseguir os três pontos”, afirmou.

Peça fundamental no esquema do técnico Hemerson Maria, o camisa 10 elogiou o trabalho do interino. “Ele sabe muita coisa, até na hora de motivar. É uma pessoa que se preparou para um momento como esse e está aproveitando a oportunidade. É prazeroso trabalhar com alguém assim e esperamos poder ajudá-lo”, ressaltou.

Avaí e Metropolitano se enfrentam pela última rodada do returno neste domingo, às 16h, no estádio do Sesi, em Blumenau. Terceiro colocado na classificação geral com 29 pontos, o Leão depende apenas de suas próprias forças para garantir a vaga nas semifinais. E, se depender do maestro avaiano, é a orquestra do Leão que vai rugir mais alto no fim das contas.

Craque é cobrado pelo filho por pênaltis desperdiçados

Apesar de fazer a diferença no meio campo do Avaí e ser o homem das bolas paradas do Leão, o meia Cléber Santana tem sofrido para converter as penalidades neste Catarinense. Das quatro cobranças, apenas uma resultou em gol. O camisa 10 desperdiçou pênaltis contra Brusque, Marcílio Dias e Joinville, no último domingo.

Além de lamentar como jogador, o craque revelou que também é cobrado em casa pelo filho caçula, Aroldo Neto, de sete anos. “Fico triste como todo jogador que perde pênalti. Aí vem aquela cobrança em casa também. Antes do jogo, no vestiário, o meu filho disse: Pai, vê se não perde outro pênalti hoje. Perdi. Mas é levantar a cabeça, ter personalidade. Continuarei treinando, trabalhando e se tiver oportunidade no próximo jogo e eu continuar como batedor, vou pegar a bola e espero que tenha sorte e faça o gol”, afirmou.

Avaiana

Reapresentação

O elenco avaiano se reapresentou, ontem, pela manhã no CFA da Ressacada e o técnico Hemerson Maria realizou um trabalho técnico-tático com os jogadores que não atuaram contra o Joinville. No período da tarde, o treinador comandou um trabalho físico e regenerativo na praia do Campeche com todos os atletas.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Avaí