Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


No Avaí, Alemão errou e na justificativa deste erro, Marco Aurélio Cunha “passou pano”

O zagueiro Alemão foi flagrado em uma festa e apareceu num vídeo sendo expulso da festa após a chegada da Polícia Militar. Marco Aurélio Cunha passou e pano e piorou as coisas.

O diretor executivo de futebol do Avaí, Marco Aurélio Cunha falou sobre o episódio Alemão no início da tarde desta segunda(01). (Veja o vídeo abaixo). Primeiro o elogio: muito bom que casos como esses sejam respondidos pelo clube de forma oficial. Corretas ou não as justificativas, aparecer, falar e justificar, mesmo que o torcedor concorde ou não, é salutar. No futebol, as notícias que ficam no ar, costumam “crescer e se amplificar”. Ótimo.

Zagueiro Alemão (ao centro) em festa clandestina, encerrada pela PMSC no último sábado (27), Avaí apura fato internamente – Foto: Reprodução/NDZagueiro Alemão (ao centro) em festa clandestina, encerrada pela PMSC no último sábado (27), Avaí apura fato internamente – Foto: Reprodução/ND

Mas o dirigente não foi feliz na sua fala. Primeiro que o zagueiro errou, colocou os próprios colegas em situação de risco. Merecia, sim, que o clube decidisse por uma punição educativa: Multa simbólica ou até que obrigasse o atleta a gravar um vídeo defendendo a prevenção. Qualquer coisa estaria valendo. Mostraria que a disciplina faz parte da organização interna. Tirá-lo do clássico de quarta-feira, seria punir o clube, seria um exagero.

Mas o dirigente preferiu deixar no ar que a culpa foi de quem filmou a festa “pior que quem filma também estava lá” (Hã, como?). E emendou “a gente vê pessoas andando pelas ruas, a gente vê a Beira Mar lotada mas a gente foca atletas de futebol por que eles são exemplos” (Oi?).  E finalizou “aqui não ampliamos a crise”.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.