Fábio Machado

fabio.machado@ndmais.com.br Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


O “impeachment” do presidente nas mãos dos sócios do Avaí

Com as contas rejeitadas, presidente do Avaí, Francisco Battistotti, por intermédio da sua diretoria executiva, tem 15 dias para responder ao Conselho Deliberativo, Assembleia e destituir gestores

O futuro do presidente Francisco Battistotti está nas mãos dos sócios do Avaí que devem se reunir em uma Assembleia Geral para definir o seu futuro à frente do clube. Isso porque, o relatório apresentado ontem na reunião manteve a rejeição das contas.

Nas mãos do Conselho Deliberativo o futuro do presidente Battistotti e seu vice, Amaro Lúcio.  – Foto: Matheus Thiesen/Avaí/Divulgação/NDNas mãos do Conselho Deliberativo o futuro do presidente Battistotti e seu vice, Amaro Lúcio.  – Foto: Matheus Thiesen/Avaí/Divulgação/ND

Segundo informações apuradas, o valor extrapolado por “gestão temerária” foi de R$ 4 milhões. A Diretoria Executiva tem um prazo de 15 dias para responder essa reprovação das contas. Conversei hoje de manhã com 2 Conselheiros do Clube, que não participaram das comissões e nem são diretores do CD.

No entanto, pediram para não serem identificados. Opinião dividida quanto ao futuro do presidente e vice do Avaí. Um conselheiro garante que tudo vai acabar “numa bela pizza”. Outro conselheiro pensa diferente e alfineta Battistotti “tem que sair, provou que não é um bom gestor”.

Franscico Battitotti, contas rejeitadas no Avaí.  – Foto: Avaí/DivulgaçãoFranscico Battitotti, contas rejeitadas no Avaí.  – Foto: Avaí/Divulgação

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...