Silas é o novo técnico do Avaí

Diretoria do Leão confirmou a contratação do treinador. Ele será apresentado na manhã desta quarta-feira

Márcia Feitosa/Vipcomm/ND

Silas volta à Ressacada

A diretoria do Avaí confirmou a contratação do técnico Silas. O treinador será apresentado na Ressacada, nesta quarta-feira, às 10h, e já começa o trabalho com a equipe.

O motivo da troca no comando se deu pelos maus resultados e descontentamento do clube com a comissão técnica. “É normal nessa função a responsabilidade de contratar e demitir. Não é agradável, mas esse é o meu trabalho”, disse. O treinador recebeu uma proposta do Avaí ainda na segunda-feira. O treinador chegou em Florianópolis na terça-feira e a noite fechou o contrato.

Para Mauro Galvão, Silas é o treinador ideal para comandar o Avaí nesta temporada. O dirigente exaltou o relacionamento do técnico com os jogadores e confia em um bom trabalho. “Temos confiança no trabalho dele e a esperança de ter uma boa sequência, uma regularidade, para fazer tudo o que a torcida espera desse time. Temos confiança de que a equipe pode vencer”, considera o dirigente.

O superintendente de futebol falou ainda na volta do preparador físico Emerson Buck ao Avaí como funcionário efetivo do clube. “A condição física é muito importante hoje e acho que ele vai nos ajudar com o seu conhecimento e pela ligação que ele tem com o Avaí”, comentou Galvão. Buck chegou ao Avaí em 2007 e saiu para trabalhar com Silas no Flamengo, no ano passado. 

Parceria que deu certo

O meia Marquinhos Santos, capitão do Avaí, ficou contente com o retorno do treinador e quer reeditar a parceria que deu o título do Estadual em 2009 e a campanha histórica no Brasileirão (6ª), que levou o jogador a assinar um contrato com o Santos e ter sido considerado um dos melhores jogadores do país na sua posição. “Essa parceria pode dar certo de novo. Vou reencontrar um amigo, um técnico de qualidade. Tive dois anos maravilhosos com ele aqui. Esperamos conseguir os resultados”, revelou o atleta, que estava com o tornozelo inchado após o jogo de Concórdia.

Sobre a queda de Benazzi, Marquinhos lembrou de Dorival Junior, que foi campeão do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil em 2010 e ainda assim foi demitido do cargo. “A vida segue. Temos que pensar no Avaí. A responsabilidade aqui é muito grande. A gente não conseguiu o título no primeiro turno. Não deu certo, isso acontece. Temos que pensar no quadrangular do segundo turno”, explicou. Marquinhos considera Silas um vencedor e garante que o elenco não terá problema de trabalhar com ele.

Leia mais na edição impressa do Notícias do Dia desta quarta-feira

+ Avaí