Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


Treinador Geninho “em casa”, mas ainda muito longe de um recorde no Avaí

A terça-feira(04) foi marcada na Ressacada pela apresentação do treinador Geninho que marca a sua terceira passagem pelo clube. Apesar disso, ainda muito longe de um recorde.

Técnico Geninho ao lado do presidente Francisco Battistotti; dupla vai para a terceira “parceria” – Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC/divulgação

Pela terceira vez o Avaí inicia a “era Geninho”. Apesar de quase ser “da casa”, o treinador que se apresentou hoje(04) no clube (leia o comentário abaixo) está muito longe de ser o técnico com que mais vezes dirigiu o time do sul da ilha na história.

Geninho já atuou como treinador do clube em 111 jogos. O recorde absoluto é do treinador Áureo Maliverni, com 250 partidas. Depois vem Zé Amorim que comandou o Avaí em 208 oportunidades. Caso o Geninho atue por toda a Série B como treinador do Avaí, ele se encosta no Nizeta que já treinou o Avaí 141 vezes. Os números foram passados para a coluna pelo historiador do clube, Spyros Diamantaras.

Fala, Geninho

Enquanto o Avaí analisa a possibilidade do retorno do atacante Kelvin, a terça-feira foi marcada no clube pela reapresentação do treinador Geninho. Com a voz calma de sempre, e demonstrando muito otimismo por mais um acesso do time da Ressacada, Geninho não prometeu nada. Mas deixou no ar em suas palavras que tem conhecimento dos problemas internos da montagem do elenco e na falta de velocidade dos jogadores no gramado. Os trabalhos visando a série B iniciou ontem. Acelera esse time, professor.

+

Fábio Machado