Fábio Machado

fabio.machado@ndmais.com.br Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


Um Avaí para lá de previsível na derrota para o CRB por 3 x 1.

O time do Avaí só melhora na segunda etapa com as entradas dos atacantes criados na Ressacada: Rômulo e Getúlio. Mas o Geninho prefere o Jaú e o Rildo....

O time do Avaí só melhora na segunda etapa com as entradas dos atacantes criados na Ressacada: Rômulo e Getúlio. Mas o Geninho prefere o Jaú e o Rildo….

REALIDADE

Geninho insiste em Rildo e Jaú, deixando Rômulo e Getúlio no banco de reservas – Foto: André Palma Ribeiro/Avaí/NDGeninho insiste em Rildo e Jaú, deixando Rômulo e Getúlio no banco de reservas – Foto: André Palma Ribeiro/Avaí/ND

A derrota do Avaí nesta noite de sexta  para o CRB pelo placar de 3  x 1 é o resultado de um time preguiçoso, lento e sem inspiração. Apesar do Geninho ter falado em evolução após duas vitórias seguidas, o jogo de ontem mostrou várias fragilidades no sistema defensivo, lentidão no meio de campo e um ataque só apresenta melhoras após as entradas de jogadores criados na própria Ressacada, como Getúlio e Rômulo. Mas o professor não vê assim. Ele prefere o Jaú e o Rildo que ontem cobrou uma penalidade na lua.

PREVISÍVEL

O time do Avaí com as suas deficiências e o esquema de jogo proposto pelo Geninho é previsível: time sofrendo na primeira etapa, esperando o segundo tempo para jogar por “uma bola”. Foi assim nas vitórias diante do Cruzeiro e Figueirense. Funciona, desde que o adversário não faça o gol no início da partida. Se o Avaí começa perdendo o jogo, não tem capacidade de reação e nem jogadores com características para prender a bola. Limitado.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...