Multa a exclusão: veja o que o Londrina espera do caso de racismo em Brusque

Londrina protocolou, nesta sexta-feira, uma notícia de infração disciplinar onde compila uma espécie de "dossiê" contra o Brusque, no episódio envolvendo a denúncia do meia Celsinho

O Londrina Esporte Clube foi até o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), nesta sexta-feira (10), onde entregou uma notícia de infração disciplinar perante a procuradoria. O motivo é o caso envolvendo o meia Celsinho, vítima de insultos de cunho racista, em duelo diante do Brusque, no último dia 28 de agosto.

Após sofrer episódio de racismo, Celsinho marca em clássico contra o Coritiba e comemora com o punho cerrado como forma de protesto durante partida entre Londrina x Coritiba. Foto: Isaac Fontana/Framephoto/Estadão ConteúdoApós sofrer episódio de racismo, Celsinho marca em clássico contra o Coritiba e comemora com o punho cerrado como forma de protesto durante partida entre Londrina x Coritiba. Foto: Isaac Fontana/Framephoto/Estadão Conteúdo

Como prometido, ainda na ocasião, o clube do interior do Paraná agiu. Munido de uma espécie de “dossiê” sobre o episódio, o Tubarão paranaense recorreu ao máximo tribunal desportivo para pedir “severa punição” ao Brusque.

Além de juntar a súmula, o Londrina anexou o BO (Boletim de Ocorrência) registrado por Celsinho, vídeo do segundo tempo da partida em que é possível ouvir alguém gritar “macaco” e matérias jornalísticas veiculadas sobre o caso.

O clube citou ainda a nota oficial do Brusque após o episódio em que critica e tenta desqualificar o atleta do Londrina e tenta a nota seguinte com o pedido de desculpas do clube catarinense a Celsinho.

“A notícia de infração disciplinar foi embasada com documentos, vídeos e dossiê midiático sobre o caso, que demonstra de modo incontroverso a infração praticada pela equipe catarinense e seus dirigentes, esperando-se que haja a denúncia pela Procuradoria e severa punição conforme prevê o Estatuto da FIFA, Estatuto da CBF e Código Brasileiro de Justiça Desportiva”, finalizou a nota assinada pelo LEC.

O que o clube paranaense reivindica

Para o Londrina o Brusque violou três artigos e deve ser denunciado por infração aos artigos: 243-G do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Brasileira), 11 do estatuto da CBF e 13 do Código Disciplinar da Fifa.

Art. 243-G do CBJD – Praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência:

PENA: suspensão de cinco a dez partidas, se praticada por atleta, mesmo se suplente, treinador, médico ou membro da comissão técnica, e suspensão pelo prazo de cento e vinte a trezentos e sessenta dias, se praticada por qualquer outra pessoa natural submetida a este Código, além de multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais).

Artigo 11 do estatuto da CBF – A CBF não exercerá atividades político-partidárias nem religiosas, sendo terminantemente proibido qualquer tipo de discriminação ou preconceito por questões de gênero, raça, cor da pele, origem étnica, idioma, religião ou por qualquer outra razão que afronte a dignidade humana.

Parágrafo único – O não cumprimento do disposto neste artigo sujeitará o infrator às sanções previstas neste Estatuto e no Código de Ética e Conduta do Futebol Brasileiro, sem prejuízo de outras sanções administrativas, civis ou penais eventualmente cabíveis.” (grifamos)

Artigo 13 do Código Disciplinar da FIFA – 1. Qualquer pessoa que viole a dignidade ou integridade de um país, pessoa ou grupo de pessoas, utilizando palavras ou acões depreciativas, discriminatórias ou vexatórias (por qualquer meio) com base na raça, cor da pele, origem étnica, nacional ou social, sexo, deficiência, orientação sexual, língua, religião, posição política, riqueza, local de nascimento ou qualquer outro estatuto ou motivo, será punida com suspensão por pelo menos dez jogos ou por um período determinado, ou por qualquer outra medida disciplinar adequada.

2. Se um ou mais membros de uma federação ou de um clube se envolverem na conduta descrita no parágrafo 1, as seguintes medidas disciplinares podem ser impostas à federação ou ao clube responsável:

a) No caso da primeira infração, a realização de um jogo com um número limitado de espectadores e uma multa de pelo menos CHF 20 000 (vinte mil francos suíços);

b) No caso de infrações repetidas ou se as circunstâncias do caso o exigirem, medidas disciplinares tais como a implementação de um plano de prevenção, multa, perda de pontos, determinação de jogar com portões fechados, perda de mando de campo, derrota na partida em questão, exclusão/eliminação de uma competição ou rebaixamento de divisão(GRIFOS FEITOS PELO LONDRINA).

O que diz o Brusque

O Brusque Futebol Clube, oficialmente, ainda não foi formalizado de nada já que trata-se de uma notícia crime que foi protocolada junto ao STJD. Cabe a procuradoria do órgão acatar, ou não, os pedidos e argumentações anexados pelo clube paranaense.

O quadricolor, também por isso, não vai se manifestar sobre a ação protagonizada pelo time do interior do Paraná.

Relembre o caso

Brusque e Londrina se enfrentaram no estádio Augusto Bauer, e ficaram no empate sem gols pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Na volta do intervalo, o meia Celsinho relatou ao quarto árbitro ter sido chamado de “macaco” por pessoas que estavam na arquibancada. Ao final do jogo ele identificou uma pessoa, que seria dirigente do clube da casa.

Brusque 0 a 0 Londrina; jogo fraco e marcado por caso de racismo. – Foto: Lucas Gabriel Cardoso/Brusque FCBrusque 0 a 0 Londrina; jogo fraco e marcado por caso de racismo. – Foto: Lucas Gabriel Cardoso/Brusque FC

“É uma pessoa de camisa vermelha. Ele pode ficar tranquilo porque vai responder por isso. Nós estamos em pandemia e não sei porque ainda deixam tanta gente entrar no estádio”, disse o meia Celsinho, que no segundo tempo entrou no lugar de Lucas Lourenço.

O suposto infrator estava vendo o jogo em um camarote, mas desceu na arquibancada, perto do túnel do Londrina e ainda discutiu com alguns jogadores paranaenses.

A súmula da partida foi assinada pelo árbitro Fábio Augusto Santos Sá Júnior, os assistentes Cleriston Clay Barreto Rios e Daniel Vidal Pimentel, além do quarto árbitro Evandro Tiago Bender.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Brusque FC

Loading...