Brusque perde em casa por 2×0 para o Ceará e se complica na Copa do Brasil

Marreco precisa de uma vitória por três gols para passar às oitavas de final

O Brusque não conseguiu um bom resultado em casa, no primeiro jogo da quarta fase da Copa do Brasil. O Marreco recebeu no estádio Augusto Bauer, na quarta-feira (16), o Ceará. O time de Fortaleza não sentiu o peso de jogar fora da Arena Castelão, e emplacou uma vitória de dois gols.

Agora o Quadricolor se complicou na competição, e vai precisar de uma vitória de três gols para alcançar o feito histórico de chegar às oitavas de final. Uma vitória por 2 a 0 leva a decisão para os pênaltis. O próximo jogo será na quarta-feira (23), às 21h30, na casa do “Vozão”.

Brusque perde em casa por 2×0 para o Ceará e se complica na Copa do Brasil – Foto: Lucas Gabriel Cardoso/Brusque FC

Primeiro tempo

Aos 5 minutos, Zé Mateus cobrou escanteio e Ianson cabeceou, na sequência Airton cruzou para a área e a zaga afastou. Aos 8′, Airton cruzou e Marco Antônio não chegou a tempo de finalizar, na sequência, Zé Mateus arriscou de fora da área para fora.

Leandro Carvalho abriu o placar para o Ceará no primeiro tempo, 1 a 0 para o Vozão – Foto: Israel Simonton/Ceará SC

Aos 24′, Alex Sandro, em jogada individual, chutou para a defesa do goleiro. Aos 35′, outra jogada de Alex Sandro, que arriscou de fora da área e a bola desviou, saindo para escanteio. Ricardinho acionou Sobral, que tocou rasteiro para Leandro Carvalho. Dentro da área, o atacante bateu de primeira e abriu o placar para o Ceará.

Segundo tempo

O Brusque voltou com pressão em cima do adversário. Aos 8 minutos, Alex Sandro fez jogada individual, cruzou para a área, na sequência, Zé Mateus finaliza e a zaga afasta a bola.

Aos 12′, Thiago Alagoano finaliza para defesa do goleiro. Dez minutos depois, após cobrança de escanteio, Rodolfo chuta de primeira, a bola desvia e vai para escanteio. Já nos 28′, Edilson cobra escanteio e Ianson cabeceia para defesa do goleiro.

Placar final de 2×0 para o Ceará; Marreco precisa de uma vitória por três gols para se manter vivo na competição – Foto: Lucas Gabriel Cardoso/Brusque FC

No final do segundo tempo, 44′, Eliomar arrisca de fora da área e a bola vai por cima do gol. Nos acréscimo, em um contra-ataque fatal, Vina recebeu sozinho, cara a cara com o goleiro Zé Carlos e mandou para o fundo das redes, 2 a 0.

Com o resultado, o time do técnico Guto Ferreira pode perder em casa por até um gol que se classifica. Já a equipe de Jerson Testoni precisa de ao menos dois gols de diferença se quiser levar a decisão da vaga aos pênaltis.

Fala do treinador

Jerson Testoni afirmou que o time fez um bom jogo, teve quase 70% da posse de bola, mas que a bola não entrou.

“Independente de orçamento, camisa, série A ou série B, a gente vai jogar da mesma forma, pra frente. Doze finalizações contra quatro do adversário. Dez escanteios… então a gente tentou criar chances de gol de qualquer forma, mas a bola não entrou”, relembra.

Quando questionado sobre um suposto erro da arbitragem, que não marcou um pênalti a favor do Marreco, logo no primeiro tempo, com placar de 0 a 0, Jersinho disse:

“É complicado falar de juiz, não são máquinas, são seres humanos. O importante é o juiz não está mal intencionado. Se ele errou, faz parte também. Não vi o lance detalhado, mas se foi, é realmente uma pena”, ressalta.

Calendário de jogos do Brusque 

No domingo (20), o Brusque enfrenta a Tombense, pelo campeonato brasileiro Série C, às 16h, no estádio Augusto Bauer.

+

Futebol Catarinense