Chapecoense terá dois jogos sem torcida por causa de ofensas ao árbitro

Wilton Pereira de Sampaio foi ofendido por torcedores e dirigentes, informa a súmula da partida

Um julgamento realizado na tarde desta quarta-feira no STJD definiu que a Chapecoense jogará suas duas próximas partidas como mandante no Brasileirão, de portões fechados, contra Vitória-Ba e Sport-PE, nos dias 1º e 12 de outubro.

Divulgação -
Arena Condá ficará vazia nos dois próximos jogos da Chape – Divulgação

O clube está sendo punido por um incidente ocorrido no empate em 1 a 1 com o com o Palmeiras, no dia 4 de agosto, válido pela 18° rodada, na Arena Condá. Após a marcação de um pênalti para o Palmeiras, segundo conta a súmula, parte da torcida, atletas e até o técnico Caio Júnior ofenderam o árbitro da partida Wilton Pereira Sampaio.

“Aos 36 minutos do 2º tempo expulsei o Sr. Luiz Carlos Saroli, treinador da equipe Chapecoense, por invadir o campo de jogo após a marcação de um tiro penal contra sua equipe, ainda protestando com palavras e gestos a decisão da arbitragem, proferindo as seguintes palavras: “Tais maluco, não foi nada, é tudo contra nós, isso é um roubo”. Informo que após a expulsão o mesmo ofereceu resistência para sair das imediações do campo de jogo, voltando para área técnica. Ao sair, deixando a área técnica, o mesmo atravessou todo o campo de jogo, retardando o reinicio da partida em 3 minutos”, diz o documento.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Chapecoense

Loading...