Há 4 anos, Chapecoense conquistava vaga na final da Sul-Americana

Diante de 17.569 pessoas em Chapecó, o time verde e branco fez bonito e conquistou a vaga para o jogo que nunca aconteceu

Quatro anos se passaram e a noite de 23 de novembro de 2016 segue eternizada na mente de todos os torcedores da Associação Chapecoense de Futebol. 

Chapecoense relembra conquista de vaga na final da Sul-Americana – Foto: Twitter/Chapecoense/NDChapecoense relembra conquista de vaga na final da Sul-Americana – Foto: Twitter/Chapecoense/ND

Há exatos 1.460 dias, o Verdão do Oeste eliminou o San Lorenzo e conquistou na Arena Condá, a classificação inédita para a Copa Sul-Americana. 

Diante de 17.569 pessoas em Chapecó, o time verde e branco fez bonito. Segurou a pressão dos argentinos  com direito a defesa incrível de Danilo no último minuto  e garantiu a classificação com o placar de 0 a 0. 

Como havia empatado por 1 a 1 na partida de ida, no estádio Nuevo Gasómetro em Bueno Aires, o time brasileiro se classificou graças ao gol marcado fora de casa.

Era o segundo ano em que o time participava da disputa e tentaria o primeiro título internacional contra o Atlético Nacional, da Colômbia, no estádio Atanasio Girardot, em Medellín. 

Após o êxtase de emoção que tomou conta da região do Grande Oeste de Santa Catarina, os dias seguintes foram de tristeza, luto e solidariedade. Isso porque afinal nunca aconteceu.  

O acidente 

O avião que levava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, caiu na madrugada de terça-feira, dia 29 de novembro, a poucos quilômetros da cidade colombiana.

Das 77 pessoas que ocupavam a aeronave, 71 delas morreram. Seis foram resgatadas com vida e foram levadas para o hospital: os jogadores Alan Ruschel, Neto e Follmann, o jornalista Rafael Henzel, o técnico da aeronave Erwin Tumiri e a comissária de bordo Ximena Suarez. 

O goleiro Danilo também tinha sido resgatado com vida, mas morreu no hospital. Henzel morreu em 2019 vítima de um infarto durante uma partida de futebol. 

Na noite de segunda-feira, o avião da LaMia, matrícula CP2933, decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com destino a Medellín com a delegação do time, jornalistas e convidados. 

Chapecoense é campeã!

Quase uma semana depois da tragédia, a Conmebol confirmou que aceitou o pedido do Atlético Nacional-COL e declarou a Chapecoense como a campeã da Copa Sul-Americana de 2016.

A definição ocorreu após reunião do Conselho da Confederação Sul-Americana de Futebol  representada por membros dos dez países da América do Sul. 

Pela escolha de pedir a entrega da taça para a Chape, o Atlético Nacional recebeu o prêmio de Fair Play da entidade, o “Centenário Conmebol al Fair Play”. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Chapecoense

Loading...