“São Danilo” foi o destaque da Chape na Sul-Americana

O goleiro Danilo, que foi uma das vítimas resgatadas vivas do acidente com o avião que transportava a Chapecoense, morreu em hospital na Colômbia

O goleiro Danilo, que foi uma das vítimas resgatadas vivas do acidente com o avião que transportava a Chapecoense, não resistiu aos ferimentos e morreu em hospital na Colômbia.  Natural de Cianorte (PR), Marcos Danilo Padilha, o Danilo, 31 anos, foi um dos heróis da classificação da Chape à final da Copa Sul-Americana. Aos 48 minutos do 2º tempo da semifinal contra o San Lorenzo, em Chapecó, o goleiro “São Danilo” fez uma defesa inacreditável com os pés e colocou o time do Oeste catarinense na final histórica.

Danilo, herói do jogo contra o Independiente - tudosobrechapecó
Danilo, herói do jogo contra o Independiente – tudosobrechapecó

Pelo carinho que tinha pela cidade e pelo clube, Danilo chegou a recusar uma proposta do Sport nesta temporada. O goleiro chegou para defender a Chapecoense em setembro de 2013, por empréstimo junto ao Londrina. Fez apenas um jogo naquela campanha do vice-campeonato da Série B, mas foi o suficiente para convencer e ser contratado em definitivo logo em janeiro do ano seguinte.

No primeiro semestre deste ano, Danilo conquistou o título do Campeonato Catarinense, o único da carreira. Ele também brilhou nas oitavas de final diante do Independiente, pegando quatro cobranças nas disputas de pênaltis.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Chapecoense

Loading...