Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


A barca no Figueirense. Grupo perdedor é desmontado para a temporada 2021

A barca alvinegra está lotada, até o momento, nove atletas que participaram da campanha do rebaixamento para a série C deixaram o clube. Sem contar a nutricionista Cintia Carvalho.

Alemão saiu do Figueirense e assinou com o Criciúma – Foto: Andrey de Oliveira/Figueirense FCAlemão saiu do Figueirense e assinou com o Criciúma – Foto: Andrey de Oliveira/Figueirense FC

Está saindo uma *barca lotada do estádio Orlando Scarpelli e não poderia deixar de ser diferente. São jogadores que vão ficar marcado pelo rebaixamento para a série C, cada atleta com maior ou menor culpa pela decepção. Será difícil para o torcedor alvinegro ver novamente um jogador desses em campo, com as lembranças da queda para a terceira divisão do futebol brasileiro tão presente na memória, justamente no ano do centenário do clube.

O certo mesmo era não deixar ninguém da temporada 2020: fazer uma limpeza geral, mas aí tem o problema da duração dos contratos e outras pendências. Mas o que preocupa a torcida em geral, é que quem contratou o elenco perdedor vai permanecer no Scarpelli com o aval do presidente Norton Boppré. E nada garante, que de um dia para outro os erros serão transformados em acertos. Ainda mais com o patamar diferenciado do clube para este ano, com orçamento menor e outras limitações financeiras.     Se acertarem, ótimo. Mas se errarem de novo, a diretoria será duramente cobrada.  É um risco assumido.

*Deixaram o Figueirense após o fim da série B: Alecsandro, Arouca, Alemão (contratado pelo Criciúma), Lucas Barcelos, Vitor Mendes, Bruno Michel, Brunneti (foi para o futebol da Eslováquia), Geovane e nesta quarta(03), o volante Nonato que não aceitou permanecer no Scarpelli, foi anunciado pelo Brusque.

Permanecem no estádio Orlando Scarpelli: Rodolfo Castro, Vitor Caetano, Renan Luis, Matheus Neris, Patrick, Paulo Ricardo, Carlinhos, Marquinho, Carlos Gabriel, Guilherme e o jovem Davi Kuhn, além do treinador Jorginho.