Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


Atletas da base são promovidos no Figueirense. Que aproveitem bem essa oportunidade

Seis jovens atletas são promovidos para o time profissional no Figueirense. Que esses "meninos" aproveitem bem essa oportunidade e façam história no clube.

Quem acompanha os meus comentários diários aqui na coluna impressa, na coluna digital no ND+ e aos sábados no Programa Clube da Bola na NDTV, sabe o quanto enalteço o valor dos atletas que são oriundos da própria base dos clubes. São eles que nos momentos de aperto vestem verdadeiramente a camisa com mais entrega e disposição. São eles que sentem um rebaixamento ou a derrota com mais intensidade, afinal vivem o dia a dia e criam raízes sentimentais com a instituição. E, lá no fim do processo, são eles que garantem um bom dinheiro na hora das suas saídas por empréstimos e vendas para outros mercados.

Os seis atletas oriundos da base do Figueirense ganham a oportunidade de ingressar numa carreira profissional – Foto: Patrcik Floriani/FigueirenseOs seis atletas oriundos da base do Figueirense ganham a oportunidade de ingressar numa carreira profissional – Foto: Patrcik Floriani/Figueirense

São jovens em busca do seu espaço e dos seus futuros como jogadores de futebol. Os atletas veteranos, na sua maioria, findam os contratos e saem sem sequer dar um tchau, e muitas vezes, nem um agradecimento nas suas redes sociais é publicado. Por esses motivos, assim como elogiei a diretoria do Avaí por ter promovido sete jogadores da base na semana passada, agora os elogios são direcionados para a diretoria do Figueirense. Seis atletas foram promovidos ao time profissional: Antônio, goleiro de 17 anos; Ítalo, zagueiro, 18 anos; Gabriel Nazário, 18 anos, zagueiro; Uesley Gaúcho, 19 anos; Montebello, meia, 18 anos e o também meia Lucas Martins, de 18 anos. A oportunidade está aí, que aproveitem bem essa transição do aspirante ao time principal do Figueirense com maturidade e sabedoria. E que nesta “safra” de 2021 da base alvinegra, possam aparecer novos talentos, assim como um dia surgiu um André Santos, um Roberto Firmino ou um Felipe Luis.