Com desfalque de Wilson, goleiro que veio da base pode assumir a meta alvinegra

Aos 20 anos, Neto entrou no segundo tempo do jogo contra o Camboriú, no primeiro turno

Fernando Mendes/ND

Neto se diz preparado para assumir posição

No jogo do primeiro turno contra o Camboriú, disputado no estádio Robertão, ele entrou no segundo tempo e saiu ao final da partida comemorando o título com os companheiros. Desta vez, no Orlando Scarpelli, Neto terá mais uma chance no time que enfrenta o Camboriú, mas desta vez como titular. “Estava esperando por isto desde quando subi para o profissional. Venho treinando e estou preparado”, disse o goleiro de 20 anos, que estava na base do clube desde 2008 e foi integrado ao elenco principal no início deste ano.

O titular Wilson cumprirá suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo. O substituto imediato Ricardo se recupera de lesão no pé esquerdo. Assim, Neto, natural de Rio do Campo, no Alto Vale do Itajaí, terá a missão de comandar os movimentos no sistema defensivo do Alvinegro. “O goleiro tem que ter a liderança do time ali atrás. Quando tiver que dar a bronca, tem que dar”, avisou.

Outro atleta da base do Figueirense que pode entrar em campo no domingo é o volante Jackson. Ontem, Ygor não treinou e deve ser poupado, devido a uma pubalgia. Túlio e Doriva cumprirão suspensão automática. “Este jogo será um parâmetro importante para a semifinal. Se o Branco optar por mim, vou aproveitar bem esta oportunidade”, garantiu.

O experiente meia Botti gosta da escalação dos garotos para a sequência da temporada e dá a dica para eles ganharem espaço no time. “Quando a gente sobe, tem aquela ansiedade de mostrar serviço. Tem que ter a tranquilidade e a consciência de que as coisas acontecerão de forma natural”, orientou. Mesmo com o processo de cicatrização da fratura na mão esquerda, Botti diz que está pronto para jogar.

Acesse e receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Figueirense