Com salários atrasados, meia Cedrón rescinde com o Figueirense na Justiça

Após alegar salários atrasados e falta de depósitos de FGTS, o meia Victor Cedrón conseguiu a rescisão de contrato com o Figueirense, conforme decisão do juiz Luciano Paschoeto, da 1ª Vara do Trabalho de Florianópolis (SC). Com isso, ele se junta ao meia Daniel Costa, que também rescindiu com o clube na Justiça por atraso salarial.

Segundo o despacho, os problemas apontados pelo atleta foram confirmados com base nos extratos da sua conta bancária. Os salários de janeiro a junho foram depositados com atraso, enquanto os vencimentos do período de julho a novembro não foram pagos.

Sobre o FGTS, a decisão diz que “foi depositado em sua conta vinculada somente em relação aos salários dos meses de março e abril/2018”. Victor Cedrón é peruano e jogava no Melgar, do Peru, quando foi contratado pelo Figueirense, no início da temporada.

Ele disputou nove jogos e marcou dois gols no Campeonato Catarinense, mas não disputou nenhuma partida na Série B. Sem oportunidade no profissional, jogou cinco partidas pelo time sub-23 no Campeonato Brasileiro de Aspirantes. Estava, portanto, fora dos planos do clube para 2019.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Figueirense

Loading...