Com técnico vindo do futsal, Figueirense visita a Chapecoense

Tuca Guimarães aposta na mudança de conceitos para vencer na Arena Condá

Pode parecer loucura. O Figueirense, que vive um momento turbulento com a saída do técnico Hudson Coutinho e prestes a perder o seu principal jogador, pode fazer frente à Chapecoense, líder do Campeonato Catarinense, na Arena Condá. É o que pensa o auxiliar Tuca Guimarães, que comandará a equipe no Oeste do Estado.

Com a formação no futsal, o interino aposta na falta de informação do adversário sobre o seu trabalho para vencer o Verdão. Sem Clayton, suspenso pelo cartão amarelo, e Leandro Silva com dores no púbis, Guimarães não deve mexer muito nas peças. O que muda é o conceito.

Luiz Henrique/Divulgação

Tuca Guimarães quer aplicar os conceitos do futsal no Alvinegro

No futsal, o auxiliar treinou a seleção peruana e disputou 11 edições da Liga. Desde 2010 no futebol de campo, Tuca Guimarães passou por diversos clubes do interior de São Paulo. O profissional descreveu a oportunidade de dirigir um time de Série A como “um misto de honra com responsabilidade” e quer implantar os conceitos do esporte da bola pesada no Alvinegro. 

“Vim de um esporte que tem uma tomada de decisão aguçada, o sentido tático de comprometimento. Acredito numa variação constante no jogo. A Chapecoense tem a seu favor o melhor momento, conta muito em termos de confiança. Temos a mudança de conceito. Eles não têm nenhum tipo de informação em relação ao que vamos apresentar. A assimilação foi muito boa”, declarou. 

Ainda sobre Clayton, o presidente do Figueirense, Wilfredo Brillinger, se reunirá na segunda-feira com dirigentes do Atlético-MG para fechar a sua contratação. O Galo, por ter uma base formada, é a preferência do atacante e do agente Jorge Machado, segundo o pai do craque, Biro, mas o Corinthians acredita na figura do técnico Tite para convencer o jogador a assinar com o Timão. O clube paulista, no entanto, não vai entrar em leilão.

“Não vamos colocar R$ 1 a mais. Caso o Figueirense aceite esse valor que se encaixa no nosso bolso, entraremos na negociação. É um jogador que vemos com bons olhos há algum tempo”, declarou o diretor-adjunto de futebol do Timão, Eduardo Ferreira.

Chapecoense

Danilo; Gil, William Thiego, Neto e Dener; Josimar, Cleber Santana, Lucas Gomes, Maranhão e Ananias; Bruno Rangel. Técnico: Guto Ferreira 

Figueirense

Gatito Fernández; Henrique, Marquinhos, Bruno Alves e Rodrigo Biro; Dener, Jackson Caucaia, Bruno Dybal e Yago; Everton Santos e Guilherme Queiroz. Técnico: Tuca Guimarães 

Local: Arena Condá, em Chapecó

Data: 21/2/2016

Horário: 17h

Arbitragem: Sandro Meira Ricci, auxiliado por Eder Alexandre e Clair Dapper

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Figueirense

Loading...