Com um a menos, Figueirense consegue bom empate em Joinville

Rogério da Silva/ND

Doriva (E) domina a bola em jogada de ataque do Figueirense

Uma avalanche de 29 bolas altas na área e 15 finalizações contra o gol do Figueirense não foram capazes de dar a vitória ao Joinville. Com um a menos – Túlio foi expulso aos 21 minutos de jogo -, o Alvinegro conseguiu arrancar o empate de 1 a 1 na Arena Joinville e agora precisa de um empate em casa para se classificar para a final.

No dia em que completou 300 jogos pelo Figueira, o goleiro Wilson falhou no gol do adversário, mas se redimiu com uma boa atuação no restante da partida. Assim, o tabu está mantido: o Figueirense não vence o Joinville na Arena desde 2008.
 
O jogo começou com um prenúncio do que seria o primeiro gol do Joinville. Aos dois minutos, Ramón sofreu falta no canto da área e caiu dentro, mas o árbitro Ronan Marques da Rosa marcou somente falta. O camisa 10 tricolor cobrou baixo, sem sucesso.

Sete minutos depois, Ramón caiu mais uma vez a poucos metros da outra falta. Desta vez, Ricardinho foi para bola e colocou no canto para abrir o placar, com direito a falha de Wilson.

Outro jogador experiente do Alvinegro voltaria a aparecer negativamente. Após marcada falta de ataque do JEC, Túlio se desentendeu com Bruno Rangel, que caiu no chão. O árbitro expulsou o camisa 7.

A Arena Joinville fervia com o apoio dos torcedores adversários, mas o time da casa não conseguia furar o meio-campo povoado do Figueirense. E foi a equipe do técnico Branco que teria a melhor chance, aos 31 minutos. Roni desceu livre pela esquerda, puxou para a entrada da área e chutou forte no canto esquerdo de Ivan. O goleiro rebateu nos pés de Fernandes, que tocou no meio da área para Botti desperdiçar.

No segundo tempo, o Figueirense “jogou” apenas três minutos. Foi o necessário para empatar a partida.

O meio-campo do JEC abriu e Botti recebeu livre na direita. O jogador cruzou rasteiro para Fernandes, que chutou prensado. Na sobra, Guilherme Santos colocou para dentro.

Daí para frente só deu o time da casa. Foram 18 bolas erguidas na área e 16 finalizações, com direito a uma bola no travessão de Bruno Rangel, aos 17 minutos.

O Figueirense precisa agora de apenas um empate para ir à final. O jogo será no próximo domingo, no Orlando Scarpelli, sem horário ainda confirmado.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Figueirense