Elano critica o calendário, vê evolução da equipe e admite procura por reforços

Elano Blumer, técnico do Figueirense, falou após a derrota para o Náutico, na noite desta terça-feira, no estádio dos Aflitos; técnico admitiu necessidade de reforçar o elenco que teve mais uma baixa

“Vou para casa, não feliz, pois não vencemos, mas sabendo que com trabalhos podemos evoluir”, foi mais ou menos dessa maneira que o técnico do Figueirense Elano Blumer, assinou sua entrevista coletiva pós-derrota para o Náutico, 1 a 0, no estádio dos Aflitos, em Recife (PE).

Técnico Elano lamenta a falta de tempo e espaço para treinar a equipe e aplicar seus conceitos – Foto: Patrick Floriani/FFC

O treinador do Furacão reconheceu uma primeira etapa bem tímida da equipe, mas também entendeu que o time conseguiu criar na segunda parte e “só faltou o gol” para que o Figueirense retornasse do Nordeste brasileiro com maior sorte.

Com a derrota o Furacão caiu para 14ª posição com 5 pontos somados e um jogo a menos. O time, sem muito tempo a lamentar,  volta a campo já na sexta-feira (4) contra o vice-líder Paraná Clube, às 19h15.

Calendário brasileiro

Ao passo que o time precisa treinar para aprimorar e até mesmo acatar os conceitos do novo técnico, não há tempo e menos ainda espaço hábil para que isso aconteça. A delegação do Figueirense deve chegar na capital Florianópolis no decorrer desta quarta-feira e, sem muito o que ponderar sobre o que passou, precisa reunir força e técnica para encarar o tricolor paranista.

Jean Carlos, meia do Náutico, entre marcadores do Figueirense; derrota do Furacão em Recife (PE) – Foto: Caio Falcão/Comunicação CNC

Elano, inclusive, lembrou desse detalhe ao ser questionado sobre mudanças na equipe. Depois de ter realizado uma sessão de treino antes do empate contra o Confiança, teve outra sessão antes do duelo diante do Náutico. Terá mais uma frente ao Paraná.

“O calendário brasileiro é isso, é jogo, viagem, e tem jogo de novo. Serão quatro jogos em 11 dias”, observou o comandante.

Reforços

A reportagem do nd+ questionou Elano sobre a necessidade de reforços e o comandante, ainda que com os devidos cuidados com as palavras, explicou que o elenco precisa agregar peças seja pela dificuldade da competição ou, até mesmo, o efeito de um calendário espremido.

Baixas no elenco

Elano também foi questionado sobre a situação do lateral Lucas que pediu para rescindir com o clube, segundo nota da diretoria. Elano explicou que, ao chegar ao clube na última quinta-feira, essa decisão “já tinha sido tomada”.

“Essa pergunta tem que ser feita para a diretoria já que, quando eu cheguei, já me passaram essa situação então eu não tinha muito o que fazer a respeito”, explicou Elano.

Atualmente o técnico conta com Lucas Carvalho como lateral-direito de origem e o clube, dessa forma, deve ir ao mercado para buscar também esse jogador.

Quem também já se desligou do estádio Orlando Scarpelli foi o zagueiro Rony. O atleta, que fez 11 jogos com a camisa do alvinegro em 2020, pertence ao São Paulo e, como seu contrato com o Figueirense venceu no último dia 31, não houve renovação.

+

Figueirense