Elano valoriza entrega dos atletas e “promete” reforços até quinta-feira no Figueirense

Técnico lamentou um impedimento mal marcado pela assistente Fernanda Gomes Antunes (MG), que anulou um gol de Marquinho, aos 48' do 2º, mas elogiou a atuação; três nomes devem ser confirmados no clube

“Um erro nos tirou a vitória”. Foi o resumo da análise do técnico Elano Blumer, no empate com o Cuiabá, na noite desta terça-feira (8), na Arena Patanal, em Mato Grosso. Ele lamentou pelo resultado que não veio, mas valorizou a atuação da equipe e a “entrega” dos jogadores nos quais ele referiu com “muita hombridade”.

Diego Gonçalves, em ataque diante do Cuiabá, duelo empatado em o a o pela Série B 2020 – Foto: Andrey Oliveira/FFC/divulgação

O resultado não veio, é verdade, mas a atuação e a possibilidade de desenvolver um trabalho ao longo de dez dias “anima” o técnico do Furacão. Ainda sem vencer e sequer marcar gols sob o comando de Elano nesta Série B – são quatro jogos, dois empates e duas derrotas – o momento é prospecto.

O clube aguarda a próxima partida que está marcada para o dia 19 de setembro, às 11h, contra o América-MG, no estádio Independência.

“Vamos treinar finalização, potência, temos muito a treinar, mas também não podemos esquecer que fizemos um grande jogo essa noite, infelizmente, um erro da arbitragem nos tirou a vitória”, acrescentou.

Reforços chegando

Elano voltou a falar sobre os reforços para a equipe. Sem falar nomes, o comandante alvinegro revelou que “dois ou três nomes” devem ser confirmados até esta quinta-feira, no Furacão.

O técnico revelou que, não só a direção, mas os jogadores estão cientes da necessidade de novos nomes para a disputa da Série B que é “difícil” e promete ser longa.

“Tem algumas peças chegando, a gente sabe das limitações, o grupo sabe, sabemos que a competição é difícil e é importante chegar atletas assim como valorizar o que nós temos”, acrescentou.

Torcedor de verdade

O comandante alvinegro também fez questão de chamar e convocar o “torcedor de verdade” para que apoiem e manifestem todas as ondas positivas uma vez que a torcida é o principal patrimônio do clube.

Elano não quis dar muito mais atenção ao episódio de sábado onde ele voltou a lamentar e afirmar que o trabalho da direção, segundo foi lhe passado, está sendo feito e que ninguém do Figueirense quer “confrontar” ninguém. O técnico só fez questão de falar em “paz” para que o trabalho seja desenvolvido.

+

Figueirense