Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


FIGUEIRENSE 0 X 0 BOTAFOGO-SP: Nota dos jogadores e avaliação do treinador Jorginho

A notas dos jogadores do Figueirense e avaliação do treinador Jorginho na partida diante do Botafogo-SP. Estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis. 24ª rodada da Série B de 2020.

SIDÃO – Quando exigido, apareceu. Atua como um líder e orienta a sua defesa nos posicionamentos. NOTA 7

THIAGUINHO –  Lateral que não sobe para apoiar. Quando ultrapassa a linha divisória tenta se livrar da bola. NOTA 5

GUILHERME THIAGO – Cumpriu a sua parte no sistema defensivo. Atuação básica. NOTA 6

VITOR MENDES – Atua distante do companheiro Guilherme Thiago. Não teve sua atuação comprometida.  NOTA 6

RENAN LUÍS –  Sofre do mesmo defeito do Thiaguinho. Aparece pouco no ataque. E quando aparece quer se livrar rapidamente da bola. NOTA 5

MATHEUS NERIS – Joga sério no seu setor. Mas pouco pode ajudar nas saídas de bola. NOTA 6

PATRICK (C) – Muito suor e pouco inspiração. Aliás, como sempre. Recebeu o terceiro cartão e está fora do próximo jogo. NOTA 6

DUDU – Discreto, não chamou a responsabilidade como deveria no seu setor. Se o homem da criação não aparece, o time sofre.   NOTA 6

(NICHOLAS) – Entrou e pouco colaborou. SEM NOTA

DIEGO GONÇALVES – Na primeira etapa apareceu bem ao lado do Bruno Michel. Na segunda etapa, foi o “homem das bolas paradas”.  NOTA 6

BRUNO MICHEL – Apesar de “peladeiro”, foi o melhor jogador do Figueirense, quem diria, hein? Principalmente na primeira etapa criando as melhores oportunidades. NOTA 7

LUCAS BARCELOS   – Muito distante do Bruno Michel nas jogadas de áreas. Teve a sua chance na segunda etapa. NOTA 5

(EVERTON SANTOS) – Entrou no final e mesmo que tivesse jogado o jogo inteiro, a nota seria baixa. NOTA 4

JORGINHO –  O treinador Jorginho chega ao seu terceiro jogo sem conhecer a vitória. A cada partida o futebol do Figueirense vai “diminuindo”. Diante do Botafogo um futebol pobre taticamente. Chutão direto da defesa para o Bruno Michel tentar resolver, ou uma bola parada com Diego Gonçalves. É pouco pela expetativa criada pela sua contratação.

BOTAFOGO-SP – O time do interior paulista brigou muito no Scarpelli, tentou o ataque e apesar do resultado ser muito ruim por causa da tabela de classificação, os jogadores saíram satisfeitos pelo ponto conquistado em Florianópolis.

. – Foto: .. – Foto: .