Figueirense barra repórter do Notícias do Dia

Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina repudia a atitude do clube

O Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina publicou uma nota de repúdio em sua página oficial na internet na tarde de ontem sobre a proibição, por parte do Figueirense, ao jornalista Daniel Silva, do No­tícias do Dia, de acessar as depen­dências do Centro de Formação e Treinamento do clube, em Palhoça, e do estádio Orlando Scarpelli nos dias de treinamento da equipe.

A decisão do time do Estreito foi tomada após a publicação de uma reportagem assinada pelo jornalista no dia 23 de fevereiro, na edição im­pressa do ND, sobre a venda de 50% dos direitos econômicos do atacante Clayton ao Atlético-MG e a quem os recursos provenientes do negó­cio seriam destinados: 10% para o Figueirense, 10% ao banco BMG e 30% à empresa SM2, cujos sócios são filhos do presidente do clube, informação também publicada em outros portais do Brasil e não des­mentida pelo Figueirense.

A proibição foi oficializada pela assessoria de imprensa do Figueiren­se por email dirigido à editora-chefe, Adriana Ferronatto, e via mensagem aos setoristas do clube por meio de WhatsApp. “Prezados, Gostaria de esclarecer que o problema esta se­mana com uma matéria do jornal ND foi um problema isolado e já foi comunicado à editora-chefe do jornal. O jornalista responsável pela matéria já foi informado que nos dias de treino ele está proibido de entrar no clube. Nos dias de jogos todos que estão credenciados pelas associações responsáveis têm acesso liberado”, diz a íntegra da nota, enviada na noi­te deste sábado, 27 de fevereiro.

Na nota, o SJSC solicita à direto­ria do clube que reveja a sua decisão imediatamente. “Solicitamos à di­reção do Figueirense Futebol Clube que reveja a posição, para que não se repitam fatos como os registra­dos em outros Estados, onde clubes submeteram-se desnecessariamen­te a um desgaste público nacional em situações semelhantes”, afirmou parte da nota.

O diretor de conteúdo do Gru­po RIC, Luís Meneghim, lamentou a decisão do Figueirense e classi­ficou como “uma decisão equivo­cada” a forma como a situação foi conduzida. “Até o momento, não houve desmentido da direção do clube sobre as informações publi­cadas, que foram noticiadas por outros grandes portais, como UOL e Estadão”, afirmou.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Figueirense

Loading...