Figueirense: cinco motivos para não culpar Rodolfo Castro pelo rebaixamento

Reportagem do ND+ levantou as atuações de Rodolfo Castro depois das ameaças sofridas após o jogo contra o Juventude; goleiro segurou, pelo menos, 11 pontos pró-Figueirense

Rebaixado à Série C do campeonato brasileiro sem, sequer, entrar em campo, o Figueirense já junta os cacos de olho na temporada 2021.

Na próxima sexta-feira (29), em uma despedida melancólica da Série B, o Furacão recebe a Ponte Preta, no estádio Orlando Scarpelli. Antes marcado para às 21h30, o jogo foi antecipado para às 16h30, porque os dois times não almejam mais nada no torneio.

Vilão ou herói? Goleiro sobressaiu suas melhores atuações se comparadas as suas piores – Foto: Patrick Floriani/FFCVilão ou herói? Goleiro sobressaiu suas melhores atuações se comparadas as suas piores – Foto: Patrick Floriani/FFC

Ao passo que a queda vai sendo digerida, candidatos a vilões vão se revezando. Ainda que haja uma consciência do torcedor alvinegro sobre um descenso que começou há muitos anos, o primeiro nome que surge à mente – e nas redes sociais – é o de Rodolfo Castro.

Aos 25 anos e de contrato renovado com o Figueirense até o final de 2022, o goleiro vem sendo marcado, desde a última sexta-feira (22), derrota de virada para o Juventude, quando rodou o país a falha que decretou o gol de empate do time gaúcho.

Na ocasião, Rodolfo Castro errou o tempo da bola e acabou enganado pelo quique da redonda que foi dominada, já sem goleiro, pelo atacante Bambam que mandou para a rede.

Jogador com notas altas

Em breve busca pelos registros da CBF, por meio do aplicativo parceiro da competição SofaScore, Rodolfo Castro apresenta uma das melhores notas médias do elenco do Figueirense.

Mais que isso em, pelo menos, em cinco jogos, ele foi decisivo para os respectivos resultados. Em um breve raciocínio lógico, o profissional ajudou com as enaltecidas atuações a garantir 11 pontos.

Segundo essa linha é de se presumir que, se não fosse Rodolfo Castro, o Figueirense poderia ter caído bem antes.

“Dono” da meta do Furacão desde a 25ª rodada, empate com o Confiança, Rodolfo Castro seguiu para sua maior série de jogos.

A manutenção coincidiu com a saída do goleiro Sidão que, após ter o contrato vencido em 30 de novembro, não renovou o vínculo com o clube.

Rodolfo Castro até atuou em outros nove jogos, de maneira intercalada, em substituição ao então dono da posição. Mas foi só com a despedida de Sidão que Rodolfo Castro, aí sim, passou a ser o dono e proprietário da função.

Não demorou para justificar a condição: no dia 6 de dezembro o atleta fechou o gol com duas defesas difíceis na vitória pelo placar de 2 a 0 sobre o Náutico, em Florianópolis.

Menos de uma semana depois foi além: melhor em campo diante do Cuiabá, vitória por 1 a 0, onde o goleiro somou três grandes intervenções. Foi eleito o melhor em campo pelo SofaScore e a nota mais alta entre os escalados: 8,4.

Rodolfo Castro ainda foi, mais uma vez, o melhor em campo no empate em 1 a 1 com o Guarani, em Campinas (SP), quando praticou cinco intervenções consideradas difíceis.

Rodolfo Castro atingiu 8,4 de nota e foi o melhor em campo no empate com o CSA – Foto: SofaScore/CBF/divulgaçãoRodolfo Castro atingiu 8,4 de nota e foi o melhor em campo no empate com o CSA – Foto: SofaScore/CBF/divulgação

Foi protagonista ainda no clássico contra o Avaí, dentro do Scarpelli, vitória por 2 a 0 no dia 26 de dezembro; e “fechou” seu panteão de atuações contra o CSA, também no bairro do Estreito, no empate em 0 a 0 com o time alagoano.

Segundo o SofaScore, Rodolfo Castro praticou três defesas difíceis e foi mais uma vez o melhor classificado entre todos os presentes em campo.

Falha contra o América

Além do erro diante do Juventude, Rodolfo Castro ainda contabiliza um outro movimento crucial na campanha: derrota para o América-MG, de virada, em Florianópolis, onde o atleta voou para espalmar uma bola e acabou respingado-a para dentro.

Jogador relata ameaças

Em uma publicação em seu perfil na rede social, Rodolfo Castro lembrou a vida de goleiro onde classificou como “montanha russa”, além de agradecer apoio de torcedores e amigos.

O jogador, porém, na mesma publicação revela “ameaças” de alguns torcedores depois da falha diante do Juventude, em Caxias do Sul.

Veja o post do jogador:

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Figueirense