Figueirense já projeta adversários na Série C; confira os 20 clubes

Apesar do calendário indicar o Campeonato Catarinense e a Copa do Brasil inicialmente, Furacão já está de olho na Terceirona que começa no final de maio

Com a chegada do mês de fevereiro, o sentimento de que o 2020 finalmente foi embora ganha mais força. Se o cotidiano da sociedade sente esse impacto, o futebol, em seu mundo paralelo, mais ainda.

Técnico Jorginho, confirmado para a temporada 2021, ajuda o Figueirense a projetar um ano que promete ser de reconstrução e muita dificuldade – Foto: Patrick Floriani/FFC/NDTécnico Jorginho, confirmado para a temporada 2021, ajuda o Figueirense a projetar um ano que promete ser de reconstrução e muita dificuldade – Foto: Patrick Floriani/FFC/ND

Na última semana o Figueirense encerrou sua participação na Série B de maneira bem indigna ao ser goleado por 7 a 2, dentro do estádio Orlando Scarpelli, na rodada que encerrou a competição que, apesar de se referir ao ano passado, só foi terminada na última sexta-feira.

Com a Série C no cardápio e a definição pela comissão técnica – comandada pelo técnico Jorginho – o Figueirense já raciocina seu projeto, ainda que ciente do Campeonato Catarinense e da Copa do Brasil, mirando o retorno à Série B.

O caminho na Série C

O caminho para a retomada de patamar, inclusive, já é conhecido. E se desenha duro a julgar pelo nível dos adversários.

A Série C é formada pelos quatro clubes rebaixados da Série B, mais o quarteto de times que conquistou o acesso da Série D e as 12 equipes remanescentes da Terceirona – aqueles que nem se classificaram às fases finais e nem caíram.

Com previsão de estreia para o dia 30 de maio, a competição é composta por 20 clubes divididos, em um primeiro momento, em dois grupos.

Esses grupos respeitam alguma delimitação geográfica onde clubes representantes do Sudeste e Sul ficam em uma chave, Nordeste e Norte, em outra.

Em 2021, a possibilidade de ter uma alteração existe. Dos 20 classificados, oito são do bloco Norte e Nordeste. Para este ano, dois clubes do bloco Sul e Sudeste vão ter que “migrar”, caso o critério regionalizado se mantenha.

Os times jogam em turno e returno em um total de 18 rodadas.

Ao fim dessa fase de classificação, os quatro primeiros colocados de cada chave avançam para o quadrangular do acesso.

Os representantes

  • SP: Botafogo-SP, Mirassol, Novorizontino, Oeste e Ituano
  • PR: Paraná
  • RS: Ypiranga-RS e São José
  • SC: Criciúma e Figueirense
  • MG: Tombense
  • RJ: Volta Redonda
  • CE: Ferroviário e Floresta
  • PI: Altos
  • PB: Botafogo-PB
  • BA: Jacuipense
  • PE: Santa Cruz
  • PA: Paysandu
  • AM: Manaus

Estreia no estadual

O Figueirense volta a campo no dia 24 de fevereiro em duelo contra o Metropolitano, em Ibirama – onde o Metrô deve mandar seus jogos.

Será a estreia do Furacão no estadual onde ele tenta a retomada de uma conquista que veio pela última vez em 2018.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Figueirense