Figueirense perde Julio Cesar por três semanas

Foi diagnosticado estiramento no adutor da coxa direita e jogador pode ficar fora das semifinais do Catarinense

Rosane Lima/ND

Jean Deretti (D) pode aparecer na vaga de Julio Cesar contra o Camboriú

Mais uma vez o técnico Branco deverá escalar um time misto no Catarinense. Diante do Camboriú no próximo domingo, às 16h, no Orlando Scarpelli, seis jogadores estão fora da relação. A baixa mais significativa é a do atacante Julio Cesar. O atleta sofreu um estiramento de grau dois do adutor da coxa (virilha) e pode ficar de 3 a 4 semanas em recuperação, ou seja, só retornaria para as finais.

“A gente vai trabalhar em cima disto intensivamente para tentar recuperá-lo até as semifinais. Depende muito da própria vontade do jogador”, explicou o médico do Figueirense, Sérgio Parucker. São vários os motivos possíveis para ter levado o jogador a mais esta lesão. “Claro que tem que ser investigado, mas de qualquer maneira a gente está numa situação de reta final, há uma sobrecarga emocional também. Tudo isto interfere”, disse.

Além de Julio Cesar, Wilson, Sandro, Túlio, Doriva e Roni estão de fora para cumprir suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo. Em contrapartida, há o retorno de outras peças importantes do elenco. O zagueiro Canuto deve voltar a compor a dupla com Fred. Os laterais Pablo e Guilherme Santos e o volante Ygor estarão à disposição para o final de semana. Outro que deve estar apto é o meia Botti, que se recupera de fratura na mão esquerda.

O treinador Branco já havia avisado que a partir das semifinais não vai haver tantas mudanças, mas agora resta saber como ele vai armar o sistema ofensivo. Roni ao lado de Aloisio com um novo meia na articulação? Ou será a vez dos jovens Willian Potker e Jean Deretti? “Depende do que quer o Branco. Se a oportunidade aparecer, vou estar preparado”, avisou Deretti.

Acesse e receba notícias de Camboriú e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Figueirense