Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


Invocando o estatuto, Figueirense se manifesta pela neutralidade sobre questões políticas

O Figueirense se manifestou na manhã desta quarta (03) pela neutralidade da instituição em relação aos últimos acontecimentos políticos e de racismo que envolveram algumas torcidas organizadas no último fim de semana no Rio, em São Paulo e em Curitiba.

Invocando o estatuto, o Figueirense ressalta que “não promove qualquer discussão ou manifestação de caráter político-partidário, religioso ou racial. ”

Após a divulgação dessa nota oficial, reações diferentes entre os torcedores nas redes sociais. Para o torcedor Carlos, o Figueirense está correto: “O objetivo é futebol”. Para Guilherme Martins “o clube do povo não autoriza manifestações a favor do povo”.

Entrei em contato com o Avaí para saber o posicionamento oficial do clube sobre esse assunto. Assim que tiver a resposta divulgarei aqui na coluna.

ABAIXO A ÍNTEGRA DO TEXTO DA NOTA DO FIGUEIRENSE

Os poderes constituídos do Figueirense Futebol Clube, vem a público esclarecer que, em respeito ao que preceitua o Estatuto Social do Clube, como dever dos associados, dirigentes e conselheiros, não promovem qualquer discussão ou manifestação de caráter político-partidário, religioso ou racial.

Entendemos, assim, que o respeito às posições pessoais de cada um dos integrantes de sua imensa e plural torcida, não poderá, por vedação estatutária, caracterizar endosso, por parte da entidade, de qualquer ato com viés político e ideológico.

Por fim, ao tempo que lamenta a repercussão negativa acerca de tema que não se origina no âmbito da instituição, mas que envolve o clube e seus dirigentes, informa que não concedeu, e jamais concederá, autorização do uso de seu nome para exploração de grupos que pretendam dele fazer uso para manifestações consideradas não adequadas aos princípios esculpidos na história do Figueirense Futebol Clube.

Francisco de Assis Filho
Presidente do Conselho Deliberativo

Norton Flores Boppré
Presidente do Conselho Administrativo

Luiz Angelo Sombrio
Presidente do Conselho Fiscal

. – Foto: arte/NdM. – Foto: arte/NdM

+ Fábio Machado