Jogadores do Figueirense são ouvidos e polícia avança no episódio da invasão no Scarpelli

Integrantes da delegação que estiveram em Cuiabá, para o duelo que terminou empatado, na última terça, foram ouvidos nesta quinta-feira; nutricionista Cíntia Carvalho é homenageada no clube

A Polícia Civil de Santa Catarina ouviu oito pessoas nesta quinta-feira (10), em cumprimento às oitivas referentes a investigação que apura a invasão do estádio Orlando Scarpelli, no último sábado.

Polícia Civil tenta identificar grupo que invadiu estádio do Figueirense em Florianópolis – Foto: Divulgação/ND

Integrantes da delegação, que estiveram em Cuiabá no duelo que terminou empatado em 0 a 0 na última terça-feira, foram até a delegacia de polícia do Continente a fim de prestarem esclarecimentos ao delegado Paulo Hakim, que cuida do caso.

Na ocasião cerca de 40 pessoas invadiram o estádio Orlando Scarpelli via portão 8 e, no local, ameaçaram e agrediram os presentes que se preparavam para realizar um treinamento. Eram, pelo menos, 34 presentes entre atletas, funcionários e comissão técnica.

Em, pelo menos, duas entrevistas o técnico Elano Blumer lamentou o episódio e revelou que alguns invasores portavam arma de fogo. A informação, conforme apuração da reportagem do nd+, procede. Outro detalhe trazido pelo técnico Elano é de que os atletas estão sendo ameaçados, via redes sociais.

Até a noite desta quinta-feira, ninguém havia sido preso.

Versões confirmadas

Nos relatos colhidos os jogadores confirmaram as versões expostas nas redes sociais em cima das agressões sofridas e da tentativa de serem atingidos por fogos de artifícios.

O Figueirense, que já emitiu uma nota oficial condenando a ação de seus torcedores, não abrirá as portas do Orlando Scarpelli para torcida organizada até que o inquérito seja concluído. Ou seja, faixas e bandeiras não serão vistos dentro do estádio nos próximos jogos do clube na Série B do Campeonato Brasileiro.

O Figueirense entra em campo somente no sábado da outra semana, em duelo diante do América-MG, no estádio Independência.

Tarde de homenagens

Em atividade realizada na tarde desta quinta-feira, no CFT do Cambirela, o Figueirense, nas mãos do técnico Elano e do capitão Marquinho entregaram flores a nutricionista Cíntia Carvalho.

Ela repercutiu nacionalmente com um depoimento forte em um perfil na rede social.

+

Figueirense