Joinville está praticamente definido para a final

Tricolor aguarda efeito suspensivo para ter Juliano no time titular contra o Figueirense domingo (6)

Ingressos esgotando, time praticamente definido, torcida eufórica. O clima já é de decisão em Joinville. Até ontem, dia em que abiu a venda de ingresso, 2.500 bilhetes já foram comercializados. Os não-sócios que ainda almejam assistir ao primeiro jogo da final diante do Figueirense precisam correr para disputar os outros 1.500 que estão à venda na Toca do Coelho. A expectativa é de lotação máxima nos 18 mil lugares.

Luciano Moraes/ND

Jael está confirmado como o camisa 9 do JEC na final

Enquanto isso, em campo, o Tricolor está praticamente definido. O técnico Hemerson Maria, porém, não terá todos os jogadores à disposição. Rafael é o único desfalque certo para a primeira partida da decisão. O zagueiro cumprirá suspensão automática por três amarelos. Juliano, suspenso em quatro jogos (um já foi cumprido) por expulsão diante do Figueirense em Florianópolis ainda é dúvida, pois aguarda confirmação de um efeito suspensivo solicitado pelo jurídico do clube junto à FCF. No treino de posicionamento realizado na quinta (3), o time teve Ivan; Franco, Bruno Aguiar, Juliano e Bruno Costa; Naldo, Marcelo Costa e Tartá; Wellington Saci, Edigar Junio e Jael. Murilo e Hygor seguem na briga por vaga no time titular.

Quem está confirmado é o volante Naldo. O volante ainda não sabe quem serão seus companheiros no meio (Tartá e Hygor disputam a vaga para jogar junto de Marcelo Costa), mas enaltece a importância do momento vivido pelo clube. “É uma importância muito grande para nós, para a torcida e para a cidade. Temos a possibilidade de buscar um título que não vem a 13 anos e a gente vai determinado nesse objetivo. Chegamos na final e temos de aproveitar. Estamos motivados. Todos queriam estar nesse lugar em que nós estamos”, resume o camisa 5, candidato à craque da competição. O volante de marcação forte tomou apenas três amarelos na competição nas 14 partidas em que atuou, desfalcando o time exatamente na vitória de 2 a 0 do Tricolor sobre o Figueira.

Ele quer a artilharia

Centroavante vive de gols. Desde que estreou com a camisa do JEC, Jael já deixou sua marca cinco vezes nas oito partidas em que disputou (sete como titular). Mesmo marcando gols importantes para a campanha Tricolor no estadual, o “Cruel” projeta que os melhores momentos estão por vir. “Sempre é bom ser lembrado por gols e jogos importantes. O gol contra o Criciúma foi o mais importante, mas acho que o melhor está por vir ainda”. Além do gol citado pelo goleador, Jael marcou gols contra Marcílio Dias (duas vezes na partida que garantiu o JEC no quadrangular), Figueirense na Arena (o primeiro gol do Tricolor no quadrangular) e Figueirense fora (a primeira vitória joinvilense na fase final).

Para o camisa 9, ainda dá para buscar a artilharia do Estadual, mas o mais importante é conquistar o título. “Miro a artilharia e vou buscar. Primeiramente vou ajudar minha equipe e me dedicar ao máximo. É uma semana diferente, de preparação mental e espiritual. É a mais importante para todos os jogadores que estão aqui”, ressalta, mas prefere não prometer gols para a final. “Vou prometer empenho e dedicação. O gol sai naturalmente”. Gordinho? É coisa do passado. “Estou 100% em todos os aspectos. Quando cheguei estava a quatro meses e meio sem jogar. Venho de uma sequência de oito jogos seguidos. Isso não é fácil para quem ficou tanto tempo sem jogar”.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Figueirense

Loading...