Jorginho alerta para desperdício do Figueirense diante do Brasil-RS

Técnico do Figueirense cobrou os atletas depois de, fechados os 3 a 0, desperdiçarem oportunidades de aumentar o placar; time vai dormir fora do Z4

Após a contundente vitória do Figueirense sobre o Brasil-RS pelo placar de 3 a 0, nesta sexta-feira (15), onde tirou o Furacão do Z4 – até domingo, ao menos – o técnico Jorginho enalteceu o resultado, mas alertou para o desperdício ofensivo da equipe.

Figueirense bate o Brasil-RS por 3 a 0 – Foto: Patrick Floriani/FFC/divulgaçãoFigueirense bate o Brasil-RS por 3 a 0 – Foto: Patrick Floriani/FFC/divulgação

É meio que o mantra de todo gestor ou superior de uma equipe: a capacidade de (sadiamente) apontar defeitos para que, a cada etapa, sejam aprimorados.

Em uma entrevista coletiva que ficou bem prejudicada devido aos problemas técnicos de áudio reproduzidos via assessoria do clube, o resumo é bem simples: parabéns pela vitória,  mas não há nada conquistado.

Mais que isso, a vitória por 3 a 0 ficou “barata” no entendimento do professor. Foram, pelo menos, três chances claras desperdiçadas na segunda etapa da partida, já com o placar triplo formado.

“Perdemos alguns gols que não poderíamos ter perdido. O saldo de gols pode nos prejudicar, estamos cientes disso e eu já conversei com os meninos”, ponderou Jorginho.

Ele ainda lembrou sobre a próxima partida, diante do CRB, onde sugeriu, inclusive pagamento de “bicho” como motivação extra para os alagoanos. Sobre o jogo, em si, lembrou da viagem desgastante até Maceió, além do estilo do gramado no Rei Pelé que é mais alto.

Figueirense 3 a 0 Brasil-RS; Diego Gonçalves cobra o pênalti que fecha o placar diante do time Xavante – Foto: Patrick Floriani/FFCFigueirense 3 a 0 Brasil-RS; Diego Gonçalves cobra o pênalti que fecha o placar diante do time Xavante – Foto: Patrick Floriani/FFC

“Não vai ser fácil, mas nós vamos conseguir [sair da situação de rebaixamento]. Eu tenho fé em Deus. Eu tenho fé nesses meninos”, acrescentou.

Resultado paralelos

O Figueirense, com a vitória, arrancou da 18ª para a 15ª colocação com 39 pontos. Deu início a sua arrancada contra o rebaixamento. Contou com um resultado paralelo favorável: o Paraná Clube foi derrotado, na noite desta sexta, pelo Sampaio Corrêa e, assim, ficou para trás.

Agora o Furacão espera até o domingo, quando o Náutico entra em campo contra a Ponte Preta, em Campinas (SP). Outro adversário é o Vitória-BA que recebe a Chapecoense, no Barradão.

Se ambos os times não vencerem, ou o Vitória, o Figueirense assegura a sua posição fora do atoleiro.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Figueirense