Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


Jorginho e a paciência “eterna” da diretoria do Figueirense, mesmo com tantos insucessos

Mesmo com um rebaixamento, duas eliminações num mesmo estadual, uma eliminação na primeira fase da Copa do Brasil e uma campanha pífia na Série C, Jorginho vem resistindo no Figueirense

Nunca na história do Figueirense um treinador conseguiu sobreviver a tantos insucessos e derrotas quanto o glorioso e simpático Jorginho. Nenhum treinador na história do centenário do Alvinegro conseguiria se manter na equipe após um rebaixamento para a Série C do brasileiro, duas eliminações em um mesmo estadual e uma eliminação na primeira fase da Copa do Brasil. Para completar o “recorde” de insucessos, a equipe está no momento,  mais próxima do rebaixamento para uma série D do que da turma de cima da tabela, tendo que fazer no returno uma campanha de campeão para sonhar com a classificação. Nem o “bruxo” Lauro Burigo, nos seus melhores tempos contaria com toda essa calma da diretoria. Inimaginável. Até quando vai essa paciência infinita com o treinador? Por parte da torcida, uma certeza: essa relação “subiu no telhado”. Após a derrota do Figueirense na sexta para o Criciúma – mais uma vez apresentado um futebol decepcionante – imediatamente pipocou nas redes o “fora Jorginho”. O sentimento é de que o simpático, gente boa e trabalhador técnico não vai conseguir tirar mais nada do grupo.

Mesmo com derrotas e insucesso, Jorginho tem se mantido no cargo.  – Foto: Reprodução/TV FigueiraMesmo com derrotas e insucesso, Jorginho tem se mantido no cargo.  – Foto: Reprodução/TV Figueira

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...