Fábio Machado

fabio.machado@ndmais.com.br Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


“Sem pressa, é preciso ter paciência com o Jorginho no Figueirense”

Apesar da situação complicada, impressiona o clima de aparente tranquilidade no Scarpelli. Nenhum indicativo de que a diretoria do Figueirense vá mudar o comando técnico da equipe.

A “TRANQUILIDADE” NO FIGUEIRENSE

A vitória do Criciúma diante do São José, anteontem no Sul do estado não foi nada boa para o Figueirense. Com o resultado positivo diante do “Zequinha” da Grande Porto Alegre, o Tigre, que é o primeiro na zona de classificação do G4 do grupo B, da série C, se afastou e está a 7 pontos do Alvinegro. Mas, por outro lado, se a briga do time do Scarpelli nessas últimas 8 rodadas do returno for apenas contra o rebaixamento para a série D, o resultado, aí neste caso, foi favorável.

Mas cá entre nós, nem o mais pessimista torcedor iria imaginar o clube nesta situação, restando ainda 8 jogos para terminar a primeira fase. E o que mais impressiona nisto tudo, é o clima de aparente tranquilidade no clube, como se nada estivesse ocorrendo. Mesmo com o barco naufragando, até esta quarta, nenhum indicativo de que o treinador Jorginho será demitido. Ontem, um amigo torcedor me enviou a seguinte mensagem, carregada de ironia: “Sem pressa. É preciso ter calma e paciência com o treinador”.

Figueirense vem de derrota para o lanterna Oeste. Situação complicada na Série C – Foto: Cristiano Andujar/FFC/NDFigueirense vem de derrota para o lanterna Oeste. Situação complicada na Série C – Foto: Cristiano Andujar/FFC/ND

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...