‘Tem que mostrar a cara’ – diz Marcelo Cabo sobre situação do Figueira na Série B

Estreante na última sexta-feira, treinador viu a equipe jogar mal e perder para o Paraná na Vila Capenema

(Divulgação/Paraná)
(Divulgação/Paraná)

O estreante Marcelo Cabo, falou da sua primeira impressão da equipe, após a derrota por 1 a 0 para o Paraná, na última sexta-feira, na Vila Capanema. O treinador afirmou que será necessário muito trabalho para tirar a equipe da situação adversa em que se encontra.

– Eu me propus a fazer o jogo hoje mesmo sem fazer nenhum treino. Acho que na situação em que o Figueirense se encontra hoje, a gente tem que mostrar a cara. Pelo que eu analisei da equipe, nós vamos precisar trabalhar para que a gente possa fazer as correções necessárias – disse Cabo.

Depois, o comandante do Figueira projetou os objetivos a longo prazo da equipe. Cabo acredita que o elenco tem capacidade para conseguir o acesso à elite do futebol brasileiro em 2018. Para ele, se trata de jogar jogo a jogo, em busca do objetivo final.

– É momento de silêncio e trabalho. São 30 rodadas, 90 pontos e a gente tem que ter uma meta de dois terços dos pontos para alcançar nosso objetivo. Vamos criar as mini metas para alcançar a grande meta que a gente tem. Temos um grupo qualificado, comprometido, e temos certeza que vamos reverter o quadro – completou.

O próximo jogo do Figueira é contra o Luverdense, na terça-feira, às 20h30, no Orlando Scarpelli. Depois, a equipe viaja à Recife, onde enfrenta o Santa Cruz, dia 24, no Arruda. A equipe de Marcelo Cabo está atualmente na décima quinta posição na tabela da Série B, com apenas oito pontos conquistados. A distância para o objetivo traçado, o acesso, é de quatro pontos nesse momento.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Figueirense

Loading...