Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


Dirigentes do futebol amador pedem ajuda para as manutenções dos gramados

Sem chuvas, e sem receitas advindas das atividades do futebol, dirigentes do futebol perdem o sono e pedem ajuda para fazer as manutenções dos campos.

Gramados sofrem com a seca. Manutenção fica mais cara. – Foto: Nagib De Pieri/Associação ClubesGramados sofrem com a seca. Manutenção fica mais cara. – Foto: Nagib De Pieri/Associação Clubes

Dirigentes de clubes do futebol amador não tem a preocupação de quitar a folha salarial de atletas no final do mês, mas nem por isso eles deixam de perder noites de sonos para fazerem as manutenções dos gramados nessa época de seca e de pandemia. Sem receita – já que estão sem atividades – tem clube abrindo “ponteira” para conseguir o líquido precioso para fazer a manutenção nos gramados. Dirigentes à beira do desespero pedem que as autoridades suspendam as contas nesta época de pandemia (já que por falta de atividades o clube deixa de arrecadar com sócios, atletas, serviço dos bares, bailes, bingos ou outras ações) ou auxiliem o futebol amador de alguma outra forma.

+ Fábio Machado