“Hora de falar pouco e analisar bastante”, diz Geninho após goleada

Treinador classificou resultado como horroroso e falou sobre as cobranças internas no elenco após o vexame do Leão em casa

“Resultado horroroso, não temos o que contestar”, afirmou o técnico Geninho sobre a derrota do Leão para o Sampaio Corrêa na manhã deste domingo (20). Para o comandante Azurra, a equipe não se encontrou após o primeiro gol, em falha grave de Lucas Frigéri.

Geninho lamentou a atuação do Avaí diante do Sampaio Corrêa – Foto: Reprodução/YouTube

O Avaí foi goleado pelo então lanterna Sampaio Corrêa, dentro de casa por 5 a 2. Um desastre que começou logo aos 12 da primeira etapa.

Para Geninho o grupo de jogadores havia mostrado evolução nas últimas partidas, apesar dos resultados ruins. “Era um time que vinha produzindo dentro de alguns setores de maneiras positivas. Estávamos marcando melhor, encaixando bem as linhas. Hoje tivemos muitos erros”, lamentou o técnico.

Continuidade

O treinador afirmou que o momento exige calma. “Temos que falar pouco e analisar bastante para que você não erre. É hora de uma análise mais profunda”, pontuou.

Em entrevista rápida, o treinador não respondeu se estaria se sentindo pressionado no cargo. É o quarto jogo seguido do Avaí sem vitórias. A equipe perdeu para a Chapecoense, Ponte Preta e Sampaio Corrêa, e empatou com o Confiança em partida atrasada na última terça (15).

Cobrança aos jogadores

Questionado se haveria cobranças internas pela falta de desempenho dentro de casa, Geninho afirmou que existem cobranças que fazem com que os jogadores tenham “essa responsabilidade e consciência”.

“Hoje vi um clima de derrota, quando acontecesse uma derrota assim é difícil de assimilar. É hora de você ter calma, esperar um pouco para depois poder conversar. Não podemos trazer mais problemas para dentro do clube. É hora de cada um fazer sua análise individual”, finalizou o treinador.

O Avaí agora volta a campo na próxima sexta-feira (25) quando encara o Cruzeiro em Belo Horizonte (MG).

+

Futebol Catarinense