Fabian Volpi comemora boa fase no JEC, mas mira o acesso à Série C

Goleiro de 23 anos assumiu a titularidade e não sofreu nenhum gol na Copa Santa Catarina

Três jogos de titular, duas partidas em 2021 e nenhum gol sofrido. A titularidade parece ter caído bem e Fabian Volpi comemora a boa fase fechando o gol do JEC. Aos 23 anos, o goleiro conquistou a titularidade e, nesta Copa Santa Catarina tem demonstrado segurança e confiança na meta tricolor.

Goleiro de 23 anos assumiu a titularidade e não sofreu nenhum gol na Copa Santa Catarina – Foto: Vitor Forcellini/JECGoleiro de 23 anos assumiu a titularidade e não sofreu nenhum gol na Copa Santa Catarina – Foto: Vitor Forcellini/JEC

Volpi “herdou” a posição de Dalberson e tem atendido às expectativas. Em dois jogos nesta temporada, o goleiro não sofreu gol e ainda deu um bônus ao torcedor: defendeu um pênalti logo na estreia.

“Estou muito feliz, consigo ver que o trabalho dos treinos está dando resultado nos jogos. Para mim, é satisfatório, é uma realização porque sabemos o quanto trabalhamos, batalhamos para chegar no jogo e sair tudo perfeito”, fala.

Sem sofrer gols, o goleiro brinca que joga a pressão para o ataque. “Esses dois jogos sem tomar gols eleva a confiança e a responsabilidade para continuar dessa forma. E lá na frente vai ajudar a equipe também, ajuda os companheiros a ter mais responsabilidade de fazer o gol. Se não estamos tomando lá atrás, eles precisam fazer a parte deles lá na frente”, brinca.

Encarando 2021 como um ano de mudanças, Volpi ressalta o trabalho de Vinícius Eutrópio e fala que a equipe está se adaptando bem tanto à metodologia do novo comandante, como ao estilo de jogo que o JEC deve apresentar durante a temporada. Para o goleiro, a Copa Santa Catarina é a oportunidade de fazer as coisas “encaixarem”.

Para a temporada, o objetivo está bem traçado, ressalta o goleiro. “Eu gosto de pensar mais no agora, mas precisamos ter ambições. Quero ser campeão da Copa SC sofrendo o mínimo de gols possível, ir bem no Catarinense, como titular, mas o que eu e o clube mais queremos é o acesso. Quero dar essa tranquilidade e felicidade para essa torcida gigantesca”, ressalta.

Volpi, que é natural de Florianópolis e já encarou o JEC como adversário, salienta a grandeza do Tricolor e garante que o trabalho e todos os esforços são para “resgatar aquele JEC”. “É um sonho colocar esse clube no lugar de onde ele nunca deveria ter saído”, finaliza.

O JEC volta a campo na quinta-feira (21), quando enfrenta o Marcílio Dias, em Itajaí, pela Copa SC.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Joinville Esporte Clube