JEC enfrenta o Figueirense no retorno de Vinícius Eutrópio

Tricolor precisa quebrar sequência de três derrotas e encara o Figueirense no Orlando Scarpelli, neste domingo (11)

Doze dias depois de ser submetido a um procedimento cirúrgico, Vinícius Eutrópio volta a comandar o JEC na tarde deste domingo (11). O Tricolor enfrenta o Figueirense a partir das 16h, no Orlando Scarpelli, com a missão de interromper uma sequência difícil: são três derrotas consecutivas.

JEC precisa quebrar a sequência de três derrotas e conta com o reforço de Vinícius Eutrópio – Foto: Vitor Forcellini/JECJEC precisa quebrar a sequência de três derrotas e conta com o reforço de Vinícius Eutrópio – Foto: Vitor Forcellini/JEC

Desde que o comandante se afastou, o Tricolor não venceu mais e despencou para a sexta colocação, dois pontos à frente do adversário desta tarde, que está na oitava posição, no limite da zona de classificação à próxima fase. Para a partida, Vinícius três desfalques. Os laterais Renan Castro e Vinícius Freitas e o volante Davi Lopes estão fora da partida.

Eutrópio admitiu que o time deixou de ser competitivo e agressivo, marcas das duas conquistas da equipe neste ano, mas pontua todo o cenário pelo qual o Joinville passou com paralisação de atividades, retomada após recuperação da Covid-19 e diagnóstico do tumor do treinador. Com isso, o elenco acabou perdendo o bom ritmo de atuação e, consequentemente, a coesão.

“Infelizmente estamos passando por um processo que não é o ideal. Sem esse cenário, teríamos um time coeso e com linha boa de jogo, mas não foi o que aconteceu, perdemos performance, a evolução que apresentamos, tínhamos competitividade e agressividade e nós perdemos isso. Agora faltam três jogos e uma decisão, agora temos que resolver, seja com superação individual, com hombridade, mas temos que fazer isso agora”, fala.

A volta do treinador foi antecipada. Com o organismo respondendo mais rápido e com uma sequência difícil pela frente, Eutrópio não pensou duas vezes. “Eu não passei isso tudo com eles para deixá-los. Me deu uma vontade ainda maior, talvez isso fizesse com que eu melhorasse mais rápido. Na conversa com o doutor, a segunda pergunta que fiz foi: dá para viajar em um ônibus confortável por duas horas?”, conta.

No treino de sexta-feira (9), o comandante já promoveu mudanças, algumas “obrigatórias” devido à lesão, mas também para fazer o time retomar a característica de posse e toque de bola. Mais uma vez, Yann Rolim será o camisa 10. “A entrada dele já dá mais qualidade. Acredito que possamos ter uma evolução ofensiva e já fizemos um treino reduzido, com a bola no chão para ter que criar saída, para ficar com a bola o tempo todo. Só depende de nós, são adversários diretos, precisamos ir com a faca entre os dentes. A hora é trabalhar e dar retorno”, finaliza.

Provável equipe titular

Fabian Volpi; Edson Ratinho, Jaques, Fernando e Helerson; Alex Nagib, Diogo Santos e Yann Rolim; Luquinhas, Yaya Banhoro e Alison Mira

Ficha técnica

Figueirense x JEC

Domingo (11), às 16h

Local: Estádio Orlando Scarpelli

Árbitro: Gustavo Ervino Bauermann

Assistentes: Thiaggo Americano Labes e Clair Dapper

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Joinville Esporte Clube