JEC está ganhando “cara”, diz Vinícius Eutrópio

Tricolor estreia na temporada no dia 13 de janeiro e treinador está dando “seu toque” ao time que tem o objetivo de conquistar o acesso em 2021

Menos de 10 dias para a estreia. Esse é o tempo que resta para Vinícius Eutrópio “arrumar a casa” do JEC e parece que a primeira semana de trabalho já surtiu efeito. O treinador está gostando do que tem visto nos treinamentos e salienta que o time está “ganhando cara”.

JEC estreia no dia 13 de janeiro na temporada e treinador está mudando o estilo do time que tem o acesso à Série C como objetivo principal – Foto: Vitor Forcellini/JEC/DivulgaçãoJEC estreia no dia 13 de janeiro na temporada e treinador está mudando o estilo do time que tem o acesso à Série C como objetivo principal – Foto: Vitor Forcellini/JEC/Divulgação

“Foi pouco tempo de trabalho, mantivemos basicamente os jogadores que estavam disputando a Série D, tivemos algumas saídas, mas esse tempo tem sido bem produtivo. É um tempo que estou deixando o time do jeito que eu quero, com os toques que quero, com a minha cara. Estamos colocando principalmente a competitividade e a agressividade ofensiva. Os jogadores incorporaram, compraram a ideia e mesmo com esse tempo curto de trabalho, será possível sentir a diferença de estilo nos primeiros jogos”, salienta.

A equipe estreia contra o Tubarão na quarta-feira (13) e Eutrópio vai contabilizar pouco mais de duas semanas de trabalho até a bola rolar para valer na temporada. No primeiro jogo-treino, diante do Carlos Renaux, vitória tricolor. Nesta quinta-feira (7), novo teste: o time recebe o Jaraguá, às 10h, no CT do Morro do Meio.

Para o treinador, a equipe corre contra o tempo para ajustar os detalhes, as ideias, os conceitos de jogo, mas garante que tudo ficará mais nítido com o tempo. “O tempo é curto, não pode querer que as coisas aconteçam de uma hora para outra porque não acontecem. Mas essa entrega, dedicação e o nível de concentração que pedimos, isso vai acontecer desde o primeiro jogo e, no decorrer das partidas, com a chegada dos jogadores, vamos crescendo ainda mais”, fala.

A chegada de reforços, destaca o treinador, supre necessidades e eleva ainda mais o nível da equipe. “São jogadores que vem para suprir a saída de alguns e elevar o nível técnico e competitivo dos que já estavam aqui”, finaliza.

Reforço no meio campo

O JEC continua se reforçando para a disputa da temporada e ontem anunciou oficialmente a contratação de Douglas Packer. O meia de 33 anos chega com contrato até o final do ano. O atleta foi revelado nas categorias de base da Juventus (Itália) e passou boa parte da carreira no exterior, mas com boas passagens pelo futebol brasileiro. No Brasil, tem passagens por Paraná, Botafogo (SP), Atlético Sorocaba, Cuiabá, CRB, Caxias, Guarani, Remo e Treze. O meia ressaltou a força da torcida e o método de trabalho de Vinícius Eutrópio.

Contrato do meia segue até o final do ano – Foto: Vitor Forcellini/JEC/DivulgaçãoContrato do meia segue até o final do ano – Foto: Vitor Forcellini/JEC/Divulgação

“Já pude perceber que o professor vem com um estilo de jogo muito atualizado, é uma pessoa muito preparada e isso nos ajuda, facilita porque entramos em campo sabendo o que o JEC vai propor na partida. O Joinville tem um grande componente que é a nossa torcida. Tive a oportunidade de enfrentar o JEC na Arena, sei da dificuldade que é ser adversário aqui. Queremos trazer o torcedor cada vez mais próximo de nós”, disse em sua apresentação.

O diretor de futebol Léo Roesler salienta que a chegada de Packer supre necessidades e o perfil condiz com aquilo que a equipe precisa para a temporada. “É um atleta que possui grande experiência, jogou muitos anos na Itália, tem passagens pelo futebol gaúcho e vem dentro do perfil que buscamos, de atletas que já jogaram e possuem um perfil acima do que o Joinville estará disputando. Vem para compor uma das carências, essa aproximação de ter um atleta técnico, que pode dar assistências e fazer gols em sua chegada mais na área”, diz.

Mal saiu e já voltou

O zagueiro que teve problemas para embarcar para Joinville mal tinha deixado a maior cidade de Santa Catarina. Depois de chegar para a Série D por meio de empréstimo, Jaques é tricolor.

Empréstimo do zagueiro terminou no final da Série D e JEC adquiriu os direitos do atleta – Foto: Vitor Forcellini/JECEmpréstimo do zagueiro terminou no final da Série D e JEC adquiriu os direitos do atleta – Foto: Vitor Forcellini/JEC

O clube adquiriu os direitos do atleta e firmou contrato por um ano com Jaques, que em 2020 fez 12 partidas com a camisa preta, branca e vermelha. Jaques se apresenta hoje e começa a trabalhar com Vinícius Eutrópio para temporada.

O contrato tem como cláusula a liberação do JEC caso alguma equipe de Série A ou B se interesse pelo jogador. Neste caso, o clube terá direito a 30% do valor da venda. O contrato com o JEC é até junho de 2022.

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Joinville Esporte Clube