JEC precisa vencer para comemorar título que não vem desde 2013

Tricolor enfrenta o Concórdia na tarde deste domingo (7), às 17h, na Arena Joinville

Só a vitória interessa. E para isso, o JEC terá mudanças para a partida contra o Concórdia na tarde deste domingo (7). A bola rola às 17h, na Arena Joinville, e o Tricolor precisa da vitória para reverter o revés que trouxe na bagagem do Oeste.

JEC fez último treino na manhã de sábado (6) e só a vitória na Arena Joinville interessa ao time – Foto: Vitor Forcellini/JECJEC fez último treino na manhã de sábado (6) e só a vitória na Arena Joinville interessa ao time – Foto: Vitor Forcellini/JEC

O título da Copa Santa Catarina, que a torcida joinvilense não comemora desde 2013, só vem se o JEC mantiver o retrospecto de não perder dentro de casa, onde não é superado desde julho de 2020. Para evitar a decisão por pênaltis, o JEC precisa repetir a campanha que fez na Arena nesta Copa SC, onde sempre venceu fazendo, pelo menos, três gols. Dois gols de diferença já garante o título sem necessidade de pênaltis.

Depois de perder por 1 a 0 em Concórdia, o JEC terá mudanças na equipe titular porque tem desfalques, retorno de suspensão e, ainda, porque o técnico Vinícius Eutrópio deve colocar o time mais ofensivo do que no Oeste, onde a estratégia era tentar equilibrar a forte marcação do Galo do Oeste.

“Estamos ansiosos para essa decisão que foi conquistada com méritos por toda nossa equipe. Eu espero um jogo difícil, até pela vantagem, o Concórdia deve vir com marcação ainda mais forte e a nossa postura tem que ser de retornar uma atitude agressiva, de retomada rápida, de não dar espaço e que possamos jogar leves, soltos, conquistar os espaços e as oportunidades que temos criado dentro de casa”, fala o comandante tricolor.

O JEC tem os desfalques de Banguelê e Edson Ratinhos, suspensos, mas tem a volta do zagueiro Fernando. Além disso, o meia Diego deve retornar ao meio, dando a característica leve e solta que o técnico quer.

Empate dá o título ao Concórdia e vitória por apenas um gol de diferença dá mais emoção à final e leva a decisão para os pênaltis. Jogando em casa, o Tricolor tem retrospecto de marcar pelo menos três vezes e a tônica deve ser “agressividade na marcação e muita movimentação e ousadia no ataque”, garante Eutrópio. “Já mostramos que da maneira como jogamos em casa, as oportunidades aparecem e precisamos de organização e agressividade no ataque”, avalia.

A única derrota do Joinville para o Galo do Oeste na história do confronto aconteceu na partida de ida e o time não quer deixar o “feito” se repetir.

Relacionados

Goleiros: Fabian Volpi, Felipe Leineker e Caio Ghisleri

Defensores: Renan Castro, André Rosa, Matheus Marques, Charles, Fernando e Jaques

Meias: Lucas Góes, Alex Nagib, Davi Lopes, Zé Antonio, Diego, Douglas Packer

Atacantes: Luquinhas, Alison, Gustavinho, Gustavo Ermel, Thiaguinho, Edinho, Wallisson e Isaac

Ficha técnica

JEC x Concórdia

Domingo (7), às 17h

Local: Arena Joinville

Árbitro: Ramon Abatti Abel

Assistentes: Alex dos Santos e Thiaggo Americano Labes

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Joinville Esporte Clube