JEC vence em jogo emocionante e decide o título da Copa SC

Tricolor manteve o bom retrospecto em casa, venceu o Juventus e enfrenta o Concórdia na final

Em um jogo emocionante, de cinco gols e 12 cartões amarelos, o JEC venceu o Juventus por 3 a 2 na noite deste domingo (31) e carimbou a passagem para a final da Copa Santa Catarina. O Tricolor busca o pentacampeonato e a vaga na Copa do Brasil. Com gols de Alison Mira, Gustavinho e Diego, o Tricolor manteve a invencibilidade de sete meses na Arena Joinville, superou o Moleque Travesso e decide o título contra o Concórdia. A vice-liderança na fase classificatória dá ao JEC a vantagem de fazer o último jogo em casa.

Diego marcou o seu, JEC manteve a invencibilidade de sete meses jogando em casa e garantiu vaga na final da Copa SC – Foto: Vitor Forcellini/JECDiego marcou o seu, JEC manteve a invencibilidade de sete meses jogando em casa e garantiu vaga na final da Copa SC – Foto: Vitor Forcellini/JEC

O jogo começou com pinta de que seria de superioridade e tranquilidade para o JEC. Demorou apenas cinco minutos para o atacante Alison Mira, voltando de lesão, abrir o placar na Arena Joinville. Diego recebeu em rápida jogada de transição, avançou pelo meio e encontrou um belo passe entre a marcação para achar Alison no meio da área. O camisa 9 bateu, o goleiro defendeu, mas deixou a sobra nos pés de Alison, que não perdoou e colocou no fundo da rede.

O Joinville continuou buscando o ataque e trocando passes para encontrar espaço, enquanto o Juventus adiantava a linha de marcação para pressionar o Tricolor. O Moleque Travesso até chegava com boas chances, mas Fabian Volpi estava em noite inspirada.

O artilheiro surgiu com oportunismo aos 19 do segundo tempo. Renan Castro lançou, Alison Mira deu só uma casquinha para fazer a bola chegar nos pés de Gustavinho. O camisa 11 recebeu, avançou cercado por quatro marcadores, entrou na área e ainda marcado, tirou da zaga e deu um toque para tirar o goleiro, colocando a bola no canto esquerdo de Iago e saindo para o abraço. Era o segundo do JEC e o quinto dele na temporada.

Eficiente, o Tricolor chegava com facilidade e jogadas bem construídas ao ataque do Juventus, mas os visitantes também conseguiam construir boas ações ofensivas até que o gol amadureceu e saiu aos 27. Giovanni recebeu na área, foi travado por Fernando na primeira tentativa, mas na sobra tocou na saída de Volpi para descontar o marcador.

Acelerado e de muita marcação, o jogo ficou ainda mais quente depois do gol do Juventus, que recolocou a equipe jaraguaense na partida.

Para a segunda etapa, o técnico Raul Cabral mudou a equipe e colocou o time ainda mais ofensivo. E a tática funcionou. O JEC ficou completamente fechado no campo de defesa nos 10 primeiros minutos, sendo atacado por um Juventus superior.

Mas, o balde de água fria veio aos 20 minutos. Edson Ratinho avançou pela direita em contra ataque rápido e tocou para Diego na entrada da área. DG limpou já dentro da área e foi derrubado pelo goleiro Iago. O árbitro não hesitou para apontar a marca do pênalti. O camisa 10 assumiu a responsabilidade e foi para a cobrança. Bola para um lado, goleiro para o outro e comemoração tricolor.

Depois do terceiro gol do JEC, o Juventus se perdeu e tomou muitas decisões precipitadas, desperdiçando boas chances para construir ações ofensivas. Apesar disso, conseguiu buscar o segundo gol. Diogo recebeu na entrada da área aos 36 minutos, puxou e chutou rasteiro no canto esquerdo de Fabian Volpi.

Gustavinho marcou o quinto gol na temporada e continua isolado na artilharia tricolor – Foto: Vitor ForcelliniGustavinho marcou o quinto gol na temporada e continua isolado na artilharia tricolor – Foto: Vitor Forcellini

A um gol de levar a partida para os pênaltis, o Moleque Travessou até tentou, mas parou no goleiro tricolor, que operou milagres nos minutos finais para garantir o Tricolor na final.

Com a vitória, o JEC chega à final com a vantagem de decidir o título em casa. A primeira partida acontece quarta-feira (3), às 17h, em Concórdia. O jogo de volta será no domingo (7), às 15h, na Arena Joinville.

Ficha técnica

JEC

Fabian Volpi; Edson Ratinho, Jaques, Fernando e Renan Castro; Banguelê, Davi Lopes (Alex Nagib) e Diego (Douglas Packer); Luquinhas (Gustavo Ermel), Gustavinho (Zé Antônio) e Alison Mira

Técnico: Vinícius Eutrópio

Juventus

Iago Hass; Jean Felipe, Matheus Piauí, Victor e Cesinha; Welton Heleno (Vini Garcia), Allan (Marllon) e Eric Di Maria (Jeferson); Fabinho, Luccas Brasil (Diogo) e Giovanni

Técnico: Raul Cabral

Cartões amarelos: Luccas Brasil (JUV), Banguelê (JEC), Luquinhas (JEC), Allan (JUV), Eric Di Maria (JUV), Jean Felipe (JUV), Edson Ratinho (JEC), Renan Castro (JEC), Matheus (JUV), Douglas Packer (JEC), Gustavo Ermel (JEC), Fernando (JEC)

Gols: Alison Mira (JEC), Gustavinho (JEC), Giovanni (JUV), Diego (JEC), Diogo (JUV)

JEC x Juventus

Domingo (31), às 19h

Local: Arena Joinville

Árbitro: Fernando Henrique de Medeiros Miranda

Assistentes: Gizeli Cesaril e Alexandre Bittencourt

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Joinville Esporte Clube