Sem medo do jejum de gols

Estadual 2012. Atacantes do JEC não se preocupam com o problema de balançar as redes nos últimos jogos

 

Rogerio da Silva/ND

Bruno Rangel diz não estar preocupado com ausência de gols nos jogos

 

     A ausência de Lima no ataque do JEC trouxe um fardo pesado para a dupla Bruno Rangel e Alex. A pressão de substituir o artilheiro tricolor aumentou principalmente porque Rangel e Alex não marcam desde a lesão de Lima em Florianópolis.  De lá para cá, o JEC balançou as redes apenas três vezes – duas contra o Brusque e uma diante do Figueirense. Nas ocasiões, o único atacante a comemorar um gol foi Aldair, reserva do time. Apesar do jejum, a dupla se mantém tranquila e garante que será bem melhor derrubar a estatística no próximo domingo, às 18h30, contra o Figueirense, em duelo que vale a vaga na final do Catarinense.

     A seca de gols de Bruno Rangel é menor do que a de Alex. O “Cruel” não balança a rede há três rodadas. A última vez foi frente ao Criciúma, num gol que abriu o caminho da vitória tricolor. Embora tenha mudado de posição – com Lima, Rangel era o segundo atacante e, agora, joga mais centralizado –, ele não se sente incomodado. E nem culpa a situação pela ausência de gols. “Na verdade, nem estou pensando nisso. Quem sabe, o gol saia num momento importante como o jogo de domingo”, torce.

    Alex segue a mesma linha de discurso. Há cinco jogos sem marcar, o atacante prefere apontar a boa lembrança do Orlando Scarpelli. Lá, ele entrou, fez dois gols e ajudou o Joinville a buscar o empate depois de estar perdendo por 3 a 0. “Este jejum não incomoda. Por mais que não tenhamos marcado, estamos ajudando o time de outras maneiras. Quem sabe o gol possa vir no domingo como aconteceu daquela vez.”

Médico reafirma: Lima está fora

    A notícia trazida pela edição de terça do ND voltou a ser confirmada ontem pelo médico do JEC, André Vilela. O atacante Lima, com uma lesão no músculo posterior da coxa direita, não tem condições de enfrentar o Figueirense, no domingo, no Orlando Scarpelli. “Não mudou nada na situação dele de segunda-feira até hoje. Será um risco muito grande entrar neste jogo sem estar 100% condicionado. O custo-benefício não compensa”, analisou Vilela.

     Durante a semana, o próprio Lima chegou a cogitar a hipótese de estar em campo em entrevista à rádio “Transamérica”. “Ele está cheio de vontade, mas o prazo para a cicatrização da lesão estoura no domingo. Estamos trabalhando para deixá-lo pronto para a final”, concluiu Vilela.

SAIU NO ND
Edição de terça-feira antecipou que o atacante Lima e o meia João Henrique seriam desfalques do JEC no domingo.

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Figueirense