“Não são culpados”, diz Marquinhos sobre jogadores dispensados no Avaí

Dirigente falou em nome da diretoria nesta terça-feira (23) e isentou os jogadores desligados do clube de culpa pelo atual momento da equipe

“Sabemos que aqueles que saíram não são os culpados diretamente”, afirmou o gerente de futebol do Avaí, Marquinhos Santos, nesta quarta-feira (23).

Marquinhos falou pela primeira vez após anúncio de lista de dispensa no Avaí – Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F.C

O dirigente se pronunciou pela primeira vez após o anúncio do clube afirmando que dispensaria até oito jogadores do elenco atual. Os nomes ainda não foram divulgados. À reportagem do ND+ o empresário dos atletas Leonan e Lourenço, William Fontes, relatou que ambos estão de saída para o Santa Cruz-PE.

O ídolo e ex-jogador da equipe afirmou que entende o “sofrimento do torcedor” e que o trabalho está sendo realizado de maneira honesta.

“No futebol quando as coisas não vão bem, tem que ser mudadas. A gente não podia se omitir. Sabemos da dor do torcedor, tudo aquilo que eles vêm passando”, relatou o dirigente

“Ninguém gostaria de estar passando um momento desses. O time foi formatado desde o ano passado com o intuito de conseguir as vitórias e as conquistas, coisas que não vieram. A torcida tem todo o direito de estar cobrando”, pontuou Marquinhos.

“Acesso é possível”

Conforme o dirigente, a diretoria está trabalhando para sair da situação incomoda “o mais rápido possível”. O Avaí é apenas o 13º colocado da Série B com 10 pontos em 30 disputados. Para Marquinhos, apesar de “longe” o acesso ainda é possível.

“Nosso objetivo é a volta a série A, sei que está muito difícil, muito distante, sei que os resultados e as atuações não dão credibilidade nenhuma para o torcedor acreditar, mas a partir do momento que as vitórias virem, o torcedor volta a acreditar e confiar”, disse o dirigente.

A equipe volta à campo na próxima sexta-feira (25) quando enfrenta o Cruzeiro em Belo Horizonte (MG).

+

Futebol Catarinense