No clima de Brusque x Chape, nd+ relembra heróis improváveis em finais de estadual

De gol contra que decidiu título até o gol do "baixinho" Balduíno de cabeça em 1973; confira a lista completa

No clima de Brusque x Chapecoense, que decidem o Campeonato Catarinense de 2020 neste domingo (13), o nd+ separou uma lista de “heróis inusitados” de grandes decisões da história do estadual. Teremos algum herói improvável na decisão de 2020? – Foto: Márcio Cunha/ACF/divulgação
1 6

No clima de Brusque x Chapecoense, que decidem o Campeonato Catarinense de 2020 neste domingo (13), o nd+ separou uma lista de “heróis inusitados” de grandes decisões da história do estadual. Teremos algum herói improvável na decisão de 2020? – Foto: Márcio Cunha/ACF/divulgação

O Campeonato Catarinense de 1973 foi disputado por 10 equipes: América, Avaí, Caxias, Figueirense, Hercílio luz, Internacional, Juventus (Rio do Sul), Palmeiras, Paysandu e Próspera. Após todas jogarem entre si em 3 turnos, 4 equipes garantiram vaga para o quadrangular final: Avaí, Caxias, Figueirense e Juventus. O Avaí foi o campeão, ao bater o Juventus pelo placar de 2 a 1 na última rodada do quadrangular no dia 17 de dezembro de 1973 em jogo disputado no estádio Adolfo Konder. O Juventus foi o vice, seguido por Figueirense e Caxias. O herói inusitado da vez, foi o baixinho Balduíno, que, de cabeça fez o gol do título do Leão já aos 42 minutos da segunda etapa. Em Pé: Jorge Ferreira, Rubão, Souza, Vilela, Orivaldo, Rogério I, Ari Prudente e o goleiro Joceli.Agachados: Lico, Balduíno, Toninho, Zenon, Jaíco e João Carlos Cueca. – Foto: Reprodução/Redes Sociais
2 6

O Campeonato Catarinense de 1973 foi disputado por 10 equipes: América, Avaí, Caxias, Figueirense, Hercílio luz, Internacional, Juventus (Rio do Sul), Palmeiras, Paysandu e Próspera. Após todas jogarem entre si em 3 turnos, 4 equipes garantiram vaga para o quadrangular final: Avaí, Caxias, Figueirense e Juventus. O Avaí foi o campeão, ao bater o Juventus pelo placar de 2 a 1 na última rodada do quadrangular no dia 17 de dezembro de 1973 em jogo disputado no estádio Adolfo Konder. O Juventus foi o vice, seguido por Figueirense e Caxias. O herói inusitado da vez, foi o baixinho Balduíno, que, de cabeça fez o gol do título do Leão já aos 42 minutos da segunda etapa. Em Pé: Jorge Ferreira, Rubão, Souza, Vilela, Orivaldo, Rogério I, Ari Prudente e o goleiro Joceli.Agachados: Lico, Balduíno, Toninho, Zenon, Jaíco e João Carlos Cueca. – Foto: Reprodução/Redes Sociais

Por ter feito a melhor campanha geral, a Chapecoense jogava por dois resultados iguais na final contra o Criciúma no estadual de 2011. O Tigre venceu o primeiro jogo por 1 a 0 no estádio Heriberto Hülse. Na partida de volta, o Verdão devolveu o placar. O herói/vilão do jogo foi o volante Carlinhos Santos, do Criciúma, que acabou marcando contra, e decretando o 1 a 0, dando o título a equipe do Oeste – Foto: Divulgação/Chapecoense
3 6

Por ter feito a melhor campanha geral, a Chapecoense jogava por dois resultados iguais na final contra o Criciúma no estadual de 2011. O Tigre venceu o primeiro jogo por 1 a 0 no estádio Heriberto Hülse. Na partida de volta, o Verdão devolveu o placar. O herói/vilão do jogo foi o volante Carlinhos Santos, do Criciúma, que acabou marcando contra, e decretando o 1 a 0, dando o título a equipe do Oeste – Foto: Divulgação/Chapecoense

No dia 4 de maio de 2008<strong>,</strong> o Figueirense conquistou o título estadual longe do seu torcedor. No estádio Heriberto Hülse, perdeu no tempo normal para o Criciúma, 3 x 1. Na prorrogação, venceu por 1 x 0 gol do herói improvável, Bruno Santos. “Ele [Bruno Santos] saiu do banco, decidiu o jogo e depois sumiu”, relembra o colunista do Grupo ND, Fabio Machado  – Foto: reprodução Figueirense 90 anos
4 6

No dia 4 de maio de 2008, o Figueirense conquistou o título estadual longe do seu torcedor. No estádio Heriberto Hülse, perdeu no tempo normal para o Criciúma, 3 x 1. Na prorrogação, venceu por 1 x 0 gol do herói improvável, Bruno Santos. “Ele [Bruno Santos] saiu do banco, decidiu o jogo e depois sumiu”, relembra o colunista do Grupo ND, Fabio Machado  – Foto: reprodução Figueirense 90 anos

Em 2009 Avaí e Chapecoense decidiram o campeonato estadual. Na ida, o Verdão venceu por 3×1 em Chapecó. Na volta, o Leão devolveu o placar com a partida indo para a prorrogação. No tempo extra o Avaí fez outros três gols decretando a goleada por 6 a 1. Já no fim da partida, pênalti para o Leão, o goleiro Eduardo Martini foi “convocado” para cobrar. No entanto, acabou isolando a bola e mandando “no aeroporto”. Menos mal, para a torcida do Avaí, que o gol não fez falta – Foto: Reprodução/Avaí
5 6

Em 2009 Avaí e Chapecoense decidiram o campeonato estadual. Na ida, o Verdão venceu por 3×1 em Chapecó. Na volta, o Leão devolveu o placar com a partida indo para a prorrogação. No tempo extra o Avaí fez outros três gols decretando a goleada por 6 a 1. Já no fim da partida, pênalti para o Leão, o goleiro Eduardo Martini foi “convocado” para cobrar. No entanto, acabou isolando a bola e mandando “no aeroporto”. Menos mal, para a torcida do Avaí, que o gol não fez falta – Foto: Reprodução/Avaí

Avaí e Figueirense decidiram o campeonato estadual de 2012. No jogo de ida, na Ressacada, O Leão bateu o maior rival por 3 a 0. Na volta, no Scarpelli, a equipe já vencia por 1 a 0 quando o improvável “herói”, o atacante Laércio Carreirinha saiu do banco e modificou o jogo. Com apenas três minutos em campo ele recebeu na ponta esquerda, driblou Roni e entrou na área, dominando com a canhota, e passou por mais um. Com o caminho livre, tirou com categoria de Wilson para colocar a bola no fundo da rede. O placar final de 2 a 1 deu o título ao Leão. – Foto: Reprodução/Avaí
6 6

Avaí e Figueirense decidiram o campeonato estadual de 2012. No jogo de ida, na Ressacada, O Leão bateu o maior rival por 3 a 0. Na volta, no Scarpelli, a equipe já vencia por 1 a 0 quando o improvável “herói”, o atacante Laércio Carreirinha saiu do banco e modificou o jogo. Com apenas três minutos em campo ele recebeu na ponta esquerda, driblou Roni e entrou na área, dominando com a canhota, e passou por mais um. Com o caminho livre, tirou com categoria de Wilson para colocar a bola no fundo da rede. O placar final de 2 a 1 deu o título ao Leão. – Foto: Reprodução/Avaí

+

Futebol Catarinense