No Z4 da Série B, Figueirense tem parada dura contra o Cuiabá

Figueirense reencontra a Arena Pantanal, palco do W.O. e busca forças para respirar na competição; Furacão é 17º na tabela e precisa esquecer o extracampo em nome da sua paz

O Figueirense tenta deixar os problemas de fora para entrar em campo nesta terça-feira (8), diante do Cuiabá, na Arena Pantanal. O duelo é válido pela 9ª rodada da Série B e está marcado para às 21h30.

“Só” a lembrança pelo episódio W.O., em agosto de 2019, seria suficiente para pontuar e projetar o encontro envolvendo o Cuiabá e o Figueirense. Ainda que considerado o mais triste da história quase centenária do Furacão, restou a margem dos acontecimentos depois da invasão de quase  40 pessoas ao estádio Orlando Scarpelli, no último sábado, onde atletas e funcionários do clube foram agredidos e ameaçados.

Goleiro Rodolfo Castro, que deve ser confirmado titular, trabalha no campo do Operário Futebol Clube, em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. – Foto: Andrey Oliveira/FFC

Não bastassem todos os problemas da equipe e do futebol apresentado pelos comandados de Elano Blumer, o Figueirense busca reunir força e capacidade da “alma” para encarar um dos líderes do campeonato.

O Figueirense está no Z4 da competição, depois do fechamento da rodada, nesta segunda-feira, empate entre Cruzeiro 1 x 1 CRB. O Furacão é 17º com cinco pontos e uma vitória em sete jogos.

Foram 20 atletas levados até o Mato Grosso para o duelo diante da equipe cuiabana. Um deles, o centroavante Pedro Lucas, pediu sua rescisão de contrato e está fora da equipe. O centroavante, autor de três gols com a camisa do clube retorna ao Internacional-RS, clube dono dos seus direitos.

Sidão, de fora das duas últimas partidas, deve ser confirmado desfalque na meta alvinegra. Ele foi um dos atletas que, ao longo desta segunda-feira, posicionou-se sobre o episódio registrado no estádio Orlando Scarpelli.  Outro que vive a expectativa de voltar a equipe é o volante Geovane que esteve ausente desde que Elano assumiu o Furacão, há três jogos.

Sem treino

Motivo constantemente apontado pelo técnico Elano para explicar as dificuldades iniciais da equipe, o treino programado para o último sábado não aconteceu. A invasão dos “torcedores” ocorreu pouco antes da comissão técnica trabalhar em cima da equipe que entra em campo na Arena Pantanal.

Adversário com desfalques

Se por um lado o Cuiabá chega como um representante do bloco de cima da competição, o Dourado vem de uma derrota contundente diante do Vitória, 4 a 2, na Bahia.

O goleiro João Carlos, assim como o zagueiro Helder, expulsos, são desfalques certos. O técnico Marcelo Chamusca realizou um trabalho nesta segunda-feira e não deu maiores detalhes sobre o que vai mudar na equipe, para o duelo frente ao Furacão.

As equipes terão suas escalações confirmadas nesta terça, uma hora antes da bola rolar.

nd+ acompanha o jogo desta terça, a partir das 20h45, em tempo real.

FICHA TÉCNICA

Cuiabá: Matheus Nogueira; Hayner, Léo, Anderson Conceição e Romário; Matheus Barbosa, Marino, Felipe Ferreira e Élvis; Maxwell e Jenison (Fabrício). Técnico: Marcelo Chamusca.

Figueirense: Sidão (Rodolfo Castro); Elacio, Alemão, Pereira e Sanchez; Matheus Neris, Elyeser e Marquinho (Guilherme); Gabriel Lima, Gabriel Barbosa e Diego Gonçalves. Técnico: Elano Blumer.

Local: Arena Patanal, em Cuiabá (MT). Data: 08/09/20. Hora: 21h30.

Arbitragem: Wanderson Alves Sousa (MG); auxiliado por Fernanda Nândrea Gomes Antunes (MG) e Luiz Antônio Barbosa (MG).

+

Futebol Catarinense