Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


O que fizeram com o Concórdia foi insano. Presidente reclama, e com razão!

Em tempos difíceis de fazer futebol, o que aprontaram com o Concórdia foi insano.

De ônibus, o elenco saiu rumo a cidade de Tubarão (456 km) onde seria realizada a primeira partida para decidir o rebaixamento para à série B do próximo ano.

Enquanto os jogadores estavam a caminho para o sul do estado, o jogo foi transferido para Criciúma. Como a partida foi cancelada também no estádio Heriberto Hülse, ontem o ônibus retornou para Concórdia. Quase mil quilômetros de estrada para apenas aumentar as despesas do já combalido time.

O presidente do clube, Jonas Guzzato está reclamando e com razão, segundo o jovem dirigente, o clube viajou com a garantia de que o jogo seria realizado “de qualquer forma”, porém como a viaja foi em vão ele questiona “quem vai pagar os prejuízos?”. E finalizada pedindo o cancelamento do estadual, sem time campeão e sem equipe rebaixada.

+

Fábio Machado