Escudo: Brusque
BRU Brusque
Escudo: Juventus
JUV Juventus
Augusto Bauer - 05/08/2020 às 19h00

Brusque segura o empate e volta à final do Catarinense 28 anos depois

Quadricolor ratifica sua condição de "força" em Santa Catarina e chega à grande final de maneira incontestável, após empate sem gols com o Juventus; Marreco ainda se garantiu na Copa do Brasil 2021

O Brusque está de volta a uma final de Catarinense 28 anos depois. O Marreco segurou um empate na noite desta quarta-feira (5), no estádio Augusto Bauer, diante do Juventus e carimbou sua vaga na final do estadual.

Brusque segura o empate e volta à final do Catarinense 28 anos depois – Foto: Lucas Gabriel Cardoso/Brusque FC

A classificação veio depois da soma dos resultados já que, em Jaraguá do Sul, o quadricolor venceu o Moleque Travesso por 3 a 2, na melhor partida da competição.

Além da vaga na final, o Bruscão ainda garantiu sua participação na Copa do Brasil 2021.

O confronto

Apontados como “patinhos feios” entre os postulantes a edição do Catarinense 2020, Brusque e Juventus chegaram ao estádio Augusto Bauer aptos a fazer história. Ainda que, independentemente dos envolvidos, esse lastro seja preenchido de qualquer forma, o ineditismo – possibilidade oferecida por ambos – dá um “tempero” na hora de contar a história.

Para o Brusque, que já foi campeão em 1992, será apenas a segunda final de sua trajetória. O Juventus, em sua quarta participação na elite da competição, jamais alcançou tamanho resultado em Santa Catarina.

Outro detalhe envolvendo as duas equipes diz respeito a Copa do Brasil 2021 e, consequentemente, uma injeção financeira nos cofres.

Primeiro tempo

Em postura que surpreendeu o Estado, o time do Juventus começou o jogo com suas linhas dentro do campo do Brusque. Além do seu perfil demonstrado, sobretudo, na fase “quente” da competição, a necessidade do resultado também fez com que Jorginho reiterasse sua busca pela rede adversária.

Apesar da formatação bem executada, o Moleque Travesso esbarrou em suas próprias limitações, além de uma boa marcação do time da casa. O Juventus foi para o duelo sem três titulares, além do 12º jogador: Felipe Gregório, Fabinho, Geovane Itinga e Gustavo Poffo.

O Brusque, com o “regulamento embaixo do braço”, aguardou o time adversário a espera de um espaço para o contra-ataque.

Panorama mantido

A segunda etapa o panorama foi bem semelhante. Juventus tentando encaixotar o time da casa que especulava o contra-ataque. Com a necessidade do resultado por parte do time visitante, o espaço apareceu e o duelo melhorou no quesito emocional.

Apesar dos sustos tanto de um lado como do outro, o resultado se manteve do mesmo jeito. Quase 30 anos depois o Brusque está de volta a uma final de campeonato.

Próxima parada

A definição entre a estreia na Série C do Campeonato Brasileiro e a final do estadual deve ser comunicada nas próximas horas. O Juventus, com a queda de pé, recolhe-se, com orgulho, de uma campanha brilhante na competição.

Ficha técnica

Brusque: Zé Carlos; Edílson (Gustavo Henrique), Ianson, Everton Alemão e Airton (Ronael); Rodolfo, Zé Mateus e Thiago Alagoano; Marco Antônio, Edu e Fabinho (Dandan). Técnico: Jersinho Testoni

Juventus: Hudson Jr; Marcos Moser (João), Rogélio (Maninho), Doni e Luiz Henrique; Allan, Mikael, Ronald e Marllon (Rafael Zuchi);  Denner e Pablo (Jean Felipe). Técnico: Jorginho.

Cartões amarelos: Airton (BRU); Denner (JUV)

Local: estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC). Data: 05/08/20. Hora: 19h

Arbitragem: Ramon Abatti Abel; auxiliado por Thiaggo Americano Labes e Gizeli Casaril.

Lances da partida

+

Futebol Catarinense