Conteúdo por Gazeta Esportiva

Austrália e Nova Zelândia se unem por Copa de 2023; Brasil está na disputa

Brasil está confiante na candidatura (Foto: Reprodução/CBF)

Nesta quinta-feira, Austrália e Nova Zelândia anunciaram uma candidatura conjunta para receber a Copa do Mundo de futebol feminino em 2023. Caso seja aprovada, a parceria promete uma nova era para a modalidade.

“Juntos, lançaremos uma nova era para o futebol feminino, criando um legado duradouro para o jogo no mundo”, diz o comunicado oficial.

Os outros países que se candidataram para receber a Copa do Mundo foram Brasil, Japão, Colômbia e Argentina. África do Sul e Coreia do Sul, por outro lado, acabaram desistindo da candidatura.

Nesta sexta-feira, a Fifa deve anunciar quem avança na disputa. Com Rogério Caboclo empenhado na missão, a CBF acredita que o Brasil tem condições de ser o país escolhido.

A Copa do Mundo de futebol feminino de 2023 será a nona edição do torneio, e deve ocorrer entre julho e agosto. Neste Mundial, a novidade ficará por conta do número de seleções participantes, que aumentará de 24 para 32.

+

Futebol Feminino